.

.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Governo concede bolsa para cursos em universidades americanas




Brasileiros que desejem fazer curso de doutorado nos Estados Unidos podem se inscrever no programa Laspau: Academic and Professional Programs for the Americas – programas acadêmicos e profissionais para as Américas. São oferecidas 1.500 bolsas para o período 2013 a 2015, associadas ao programa Ciência sem Fronteiras. Serão concedidas 500 bolsas por ano. O portal da Laspau reserva um espaço para orientar as inscrições dos estudantes.​
Para participar o candidato deve ser brasileiro ou residir no País, ter proficiência em inglês e possuir no mínimo o diploma de bacharelado, além de ter atuação acadêmica ou profissional nas áreas da ciência, tecnologia, engenharia e matemática.
Das 1.500 bolsas, 100 foram aprovadas. Os estudantes foram aceitos em diversas universidades, que incluem a Universidade de Columbia, Harvard, Stanford, e Michigan. Entre os programas acadêmicos mais procurados estão arquitetura e planejamento urbano, ecologia, engenharia aeroespacial, engenharia elétrica, engenharia química, gestão de recursos naturais e microbiologia.
A Laspau é uma organização afiliada à universidade de Harvard que administra as bolsas de estudo de doutorado pleno nos Estados Unidos para o Programa Ciência sem Fronteiras. Atua com a Agência Federal de Apoio e Avaliação da Educação Superior e com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico para facilitar o processo de candidatura e de admissão de estudantes e profissionais brasileiros em universidades no País.

Fonte; Agencia Brasil

sábado, 20 de abril de 2013

Bandidos explodem caixas eletrônicos de duas agências bancárias



Uma quadrilha fortemente armada, explodiu, na madrugada deste sábado (20), os caixas eletrônicos de duas agencias bancarias em Jaguaquara. De acordo com informações preliminares, as explosões ocorreram por volta das 03h da madrugada, e os criminosos estavam usando vários veículos, de placas não anotadas. As ações ocorreram simultaneamente, segundo relatos de moradores. Primeiro eles pegaram o dinheiro de caixas eletrônico do Banco Bradesco, na Rua do Triângulo e em seguida pegaram o dinheiro de dois caixas eletrônicos do Banco do Brasil, na Praça JJ-Seabra.

As duas agências ficam próximos uma da outra. Os elementos teriam passado o cadeado no portão principal de acesso ao quartel da 3ª Cia  da Polícia Militar,  no bairro Malvina II para que os policiais ficassem impedidos de agir e alguns deles mantiveram a delegada de polícia da cidade, sob vigilância, na condição de refém,  dentro de sua própria casa.

Hoje é dia de feira livre em Jaguaquara e o clima reinante entre os moradores é de insegurança e medo. A Policia Militar utiliza forte aparato policial e realiza uma mega operação na região. A qualquer momento atualizaremos esta notícia com novas informações.

Fonte/Fotos: Blog Marcos Frahm

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Joaquim Barbosa aparece na lista dos 100 nomes mais influentes do Mundo na ‘Time’




O presidente do Supremo Tribunal Federal e relator do processo do mensalão, ministro Joaquim Barbosa, foi eleito uma das cem pessoas mais influentes do mundo pela revista americana “Time”. Outro brasileiro da lista é o chef de cozinha Alex Atala. A décima edição da lista feita pela revista foi divulgada nesta quinta-feira. 
Barbosa é descrito como um pobre garoto brasileiro, um dos oito filhos de um pedreiro, que “viu na educação o trampolim para sair da pobreza”. A Time destaca que ele trabalhou como faxineiro e datilógrafo no Senado para ajudar a cursar a faculdade de Direito.
“No fim, ele obteve um doutorado da Sorbonne, aprendeu quatro línguas estrangeiras e se tornou professor visitante no Instituto de Direitos Humanos da escola de Direito de Columbia”, escreve a revista.
Segundo a “Time”, os brasileiros se orgulham de Barbosa por ele ser o primeiro presidente do STF negro e por “simbolizar a promessa de um novo Brasil comprometido com o multiculturalismo e igualdade”.
“A máscara de Carnaval mais vendida no Brasil neste ano não foi a de um jogador de futebol ou de um pop star, mas sim de Joaquim Barbosa, jurista que no ano passado presidiu o julgamento do maior caso de corrupção do país e se tornou o primeiro presidente negro do Supremo Tribunal Federal”, diz o texto da revista.
Barbosa aparece na lista de pioneiros, como a presidente da Tunísia, Moncef Marzouki, e a a CEO do Yahoo!, Marissa Mayer. As outras categorias da lista são: titãs, líderes e ícones.

FONTE/FOTO; O GLOBO PAÍS

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Espanha terá a primeira vereadora com síndrome de Down



A cidade de Valladolid terá a primeira vereadora municipal com síndrome de Down da Espanha. O anúncio foi feito na semana passada pelo prefeito de Castilla y León, Francisco Javier León de la Riva. Segundo ele, Angela Bachiller estava em 18 º na lista das últimas eleições e vai substituir Jesus Garcia Galvan, que está prestes a deixar o cargo. Bachiller, trabalha como assistente administrativa na cidade de Valladolid.
Logo após as eleições de Valladolid, em 2011, Angela Bachiller falou à jornalista Eva Martin que não gosta de política, mas decidiu participar do pleito apenas para que a sociedade conheça mais as pessoas com deficiência intelectual e para que as barreiras mentais que existem desapareçam. “É para que as pessoas a percebam que nós, pessoas com deficiência, podemos tudo, temos muita força de vontade”, disse a nova vereadora, que quer apostar em educação em busca de mais participação e mais empregos para pessoas com deficiência. 
Leia abaixo a entrevista na íntegra.
Angela, você sente orgulho de ter entrado nas listas de um partido?
Sim, e gostei muito de fazer a campanha. Fiquei super contente de ter podido participar da lista. O prefeito disse que fui um exemplo de esforço e superação … Fiquei emocionada quando me disseram que fazia parte da lista do partido.
Gosta de política?
Não
Então … por que você decidiu dar este passo?
Para as pessoas perceberem que as pessoas com deficiência podem tudo, têm muita força de vontade.
Imagino que esta passagem “temporária” pela política tenha sido uma experiência inesquecível. Você recomendaria a outras pessoas com deficiência intelectual que também o fizessem?
Claro. Elas podem.
O que você acha que você pode oferecer ao partido?
Eu acho que se deve trabalhar mais questões das pessoas com deficiência, como o emprego (pensa alguns minutos e repete enfaticamente). Emprego.
O que você acha que pode melhorar na sua cidade para as pessoas com deficiência?
Participarmos mais e sermos mais ouvidos. Nós poderíamos melhorar ainda mais a acessibilidade dos locais como museus, transporte … também organizar mais atividades para nós na área de lazer e esporte.
Nas organizações de pessoas com deficiência optamos por uma sociedade justa, mas a realidade é que a sociedade discrimina as pessoas com deficiência pelo fato de terem uma deficiência …
Sim, sim. Acho que sim.
Como você acha que poderia ser mudar a sociedade?
Educação.
Com informações de Down21 e FEAPS Castilla y León.a

USP lança site com 800 videoaulas grátis



Com a intenção de disponibilizar para o Brasil parte de seu acervo didático, a Universidade São Paulo (USP) criou o Portal e-Aulas USP. São cerca de 800 videoaulas divididas em três categorias específicas: Exatas, Humanas e Biológicas.
Internautas podem acessar a vontade e assistir a aulas isoladas ou a matérias inteiras. Tudo Catraca Livre e sem inscrições. O único porém é que o site não emite certificados oficiais aos usuários.
O endereço virtual foi elaborado pela Superintendência de Tecnologia da Informação (STI) da instituição. Além do material divulgado, o portal também compilou vídeos relacionados e possibilitou o compartilhamento de todo o seu conteúdo via redes sociais.

Aproveite!
 Fonte: Catraca Livre

quinta-feira, 11 de abril de 2013

UFRB; DOCENTES MUDAM A PAUTA, DENUNCIAM CONDIÇÕES DE TRABALHO E EXIGEM MUDANÇAS



Os docentes do Centro de Formação de Professores (CFP) da UFRB em Amargosa, reverteram a pauta da reunião extraordinária do Conselho de Centro, convocada na última terça - feira, pelo reitor Paulo Gabriel Nacif, ao invés da pauta foi promovida uma longa e tensa reunião de denúncias sobre as condições de infra estrutura e trabalho no CFP. A princípio, o reitor propunha debater a posição do CFP em relação às políticas públicas de educação do MEC. No entanto, os professores consideraram que o momento era de questionar os compromissos feitos e não cumpridos pela gestão, a evasão de professores, questões de infra estrutura básica, que tem atrapalhado, se não impedido, o desempenho no Centro.

Veja o vídeo com o desabafo do Prof. Tarcisio Cordeiro

Transexual Fallon Fox causa divergência no MMA feminino


Caso da americana Fallon Fox repercute no Brasil
foto: CFA/ Divulgação

O caso da lutadora americana Fallon Fox, que tem causado polêmica nos Estados Unidos, também tem sido acompanhado pelos brasileiros. As opiniões divergentes refletem a complexidade da situação. Para uns, a atleta transexual, que tem duas vitórias em dois combates no MMA profissional, leva vantagem ao enfrentar mulheres por ter nascido homem. Para outros, ela é do sexo feminino como qualquer outra.
blog Mano a Mano procurou as lutadoras da Team Nogueira, Ana Maria Índia e Duda Yankovich, e os organizadores do Jungle Fight e do Bitetti Combat, Wallid Ismail e Amaury Bitetti, respectivamente, para comentar o caso.
Duda não vê nenhum problema na participação de Fallon Fox no MMA feminino e garante que enfrentaria uma lutadora transexual da mesma forma que enfrentaria atletas que já nasceram como mulheres.
“Eu não sou expert para falar sobre isso. Mas suponho que transexual é uma pessoa que nasceu como homem, mas que quis ser mulher e fez a cirurgia para virar aquilo que a natureza da pessoa é. Elas já nasceram com o sexo oposto dentro de si. É óbvio que é uma mulher. Se ela fosse travesti, talvez não seria conveniente, mas transexual não vejo problema”, – disse.
“Para mim ela não é uma transexual, é uma mulher, independente da forma que ela chegou para ser mulher. Certamente tem mulher que toma muito mais hormônio (masculino) e ninguém fala nada por ser mulher. Para virar transexual tem que tomar muitos hormônios femininos. Eu lutaria, não vejo nenhuma razão para não lutar. Com certeza existem mulheres que tomam muito mais hormônios masculinos e competem” – afirmou Yankovich.
Porém, sua companheira de equipe, Ana Maria Índia, discorda de forma veemente da aceitação de transexuais em lutas femininas pelos eventos de MMA.
“Primeiro, que não é ela. Ela é ele. O fato de ela querer ser mulher, não quer dizer que ela é. Ela é homem. Os hormônios, a caixa dela, todo o metabolismo, musculatura, é de homem. Não vai ser de mulher. É diferente. Ela já é bombada naturalmente. Não precisa tomar nada para ganhar testosterona. Isso muda a força. Não acho justo. Só porque a menina é sapatão vai lutar entre os homens?” – disparou Índia.
A lutadora, que vai disputar a seletiva do ADCC no dia 20 de abril, no Maracanãzinho, declarou que, mesmo assim, enfrentaria uma transexual, caso algum evento casasse o duelo, mas fez ressalvas.
“Eu enfrentaria. Não acho certo, mas aceitaria. Se ela estiver do outro lado, enfrento. Só não acho certo o evento aceitar porque senão quem quiser usar testosterona poderia. A produção de testosterona é diferente. Isso aumenta a explosão, a força, um monte de coisas. Se ela estiver lá, tranquilo, é o que tem. Não acho certo o evento aceitar. Então que se crie uma categoria só de transexuais” – concluiu.
A "Rainha de Espadas", como Fox é conhecida, tem luta marcada para o dia 24 de maio, pela semifinal do GP de pesos pena do Championship Fighting Alliance (CFA), contra Alliana Jones, que já declarou publicamente que aceita enfrentá-la. Entretanto, a situação ainda está sendo avaliada pela Comissão de Boxe da Flórida, que estuda a situação para saber se vai conceder a licença para que o combate aconteça.
Organizadores de eventos no Brasil também têm opiniões contrárias
Wallid Ismail, organizador do Jungle Fight, e Amaury Bitetti, que conduz o Bitetti Combat, também comentaram a situação de Fallon Fox para o blog e se posicionaram de forma diferente sobre o caso.
Para Wallid, caso aparecesse uma transexual para lutar no Jungle, ele aceitaria, mas colocaria para atuar na categoria masculina. Todavia, ressaltou que caso um médico comprovasse que o fato da atleta ter nascido homem não lhe daria vantagem contra mulheres, mudaria de ideia.
“É difícil de analisar, tenho que ver direitinho. Tem que ver geneticamente. Eu não sou médico, mas se ela tiver força de homem, tem que lutar com homem. Se os hormônios forem masculinos, tem que lutar na categoria masculina. Eu colocaria para lutar, mas, se geneticamente nasceu homem, lutaria entre os homens. Acho que todos têm que ser tratados iguais. Sou totalmente contra o preconceito, qualquer coisa. Até mesmo pela minha origem.”
“O mais importante é a atitude. Opção sexual cada um tem a sua. Se me perguntassem (se aceitaria no Jungle), se nasceu homem, com hormônio masculino, lutaria na categoria de homem. Isso no meu ponto de vista, mas eu não sou médico. Se o médico chegar e falar que tem hormônio feminino, tudo feminino, então é uma mulher, mas se vem com níveis de testosterona masculinos, sem dúvida o homem é fisicamente mais forte que a mulher” – explicou.
Wallid ainda criticou a postura de Matt Mitrione, que foi suspenso pelo UFC após ofender Fallon Fox, a quem chamou de "nojenta, sociopata e mentirosa", entre outras coisas.
“Ele não tem que ficar criticando. Quem tem que criticar é o dono do evento que a pessoa luta. Não pode lutador de outra organização criticar um lutador que não faz parte da mesma organização. Uma coisa tem que ficar bem clara: o MMA é um esporte como outro qualquer. No futebol, no vôlei, têm homossexuais, e no MMA também tem.”
“Cada um na sua. O que vale na pessoa é o caráter e a dedicação, independente da opção sexual. Aquele que trata pela cor, opção sexual, que tem um preconceito com isso, esse cara hoje em dia está por fora geral” – disse.
Já para Amaury Bitetti, Fallon Fox poderia lutar tranquilamente pela categoria feminina no Bitetti Combat. Ele ainda brincou sobre a possibilidade de uma transexual ter mais testosterona que as outras mulheres e também criticou a atitude de Mitrione, dando razão ao UFC em suspendê-lo.
“Ela quis virar mulher, então não tem problema nenhum. É até bom que ela tem mais testosterona que as outras meninas (risos). Aceitaria, sem nenhum problema. Não teve a Edinanci no judô, que falavam que era homem e mulher? Isso é normal. O cara já veio ao mundo daquele jeito. Ou vem homem ou mulher, mas às vezes tem homem que quer vir mulher. Acho que o Matt Mitrione falou demais. Dana White agiu certo. Quem fala demais, paga pela língua” – finalizou.
Fonte: TERRA MAGAZINE

quarta-feira, 10 de abril de 2013

"Uma das prioridades da educação superior brasileira é consolidar a expansão" diz Ministro da Educação.



O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, ressaltou nesta quarta-feira, 10, que uma das prioridades da educação superior brasileira é consolidar a expansão. Nos últimos dez anos, as matrículas cresceram 150% — hoje, são 6,7 milhões.

Mais de 1,2 milhão de estudantes foram beneficiados pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). Os números do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) apontam a assinatura de mais de 800 mil contratos, dos quais 140 mil para financiar cursos de engenharia.

Até 2003, o país contava com 148 câmpus de universidades federais, em 114 municípios. Em 2010, o número chega a 274 unidades, em 230 municípios. Até 2014, serão criadas mais quatro universidades federais. Serão 63 instituições, com um total de 321 câmpus em 275 municípios.

“A expansão teve algumas dificuldades, afinal, quase triplicamos o número de alunos em uma década”, disse o ministro. “Mas era indispensável que fosse feita. Vamos continuar expandindo o acesso.” 

Cotas — “A inclusão de estudantes de escolas públicas na universidade é motivação ainda maior”, disse Mercadante. Ele lembrou que, em 1997, apenas 0,5% dos 20% mais pobres do Brasil tinham acesso à educação superior. Entre os negros, só 2%. “Com a Lei de Cotas, o quadro já está mudando. A diferença de notas nos cursos mais concorridos entre cotistas e não cotistas é pequena.”

O ministro afirmou que o MEC tem trabalhado para que os cotistas ingressem e permaneçam na universidade. “É necessário ter tutoria, reforço na área pedagógica e bolsas de assistência”, destacou. Uma das ações do MEC nesse sentido é o Programa Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes).  Os recursos do programa foram ampliados, de R$ 126 milhões em 2008 para R$ 600 milhões em 2013. 

Assessoria de Comunicação Social MEC

PM é preso por comentários contra governador no Facebook


O
sargento da Polícia Militar do Acre, Isaias Brito, foi preso na manhã desta quarta-feira como punição por comentários considerados ofensivos na página que o governador Tião Viana (PT) mantém no Facebook. A punição de cinco dias de prisão, que será cumprida no Batalhão de Policiamento Ambiental, em Rio Branco, envolve também um comentário contra o senador Aníbal Diniz (PT-AC).

Homens da Divisão de Inteligência do gabinete Militar do governador acompanham diariamente os comentários que são feitos na rede social na fanpage de Tião Viana. Ao receber o "relatório de inteligência" com os comentários do sargento, no começo de março, o corregedor geral da PM, coronel Júlio César dos Santos, determinou a abertura de sindicância para apurar  a conduta do policial.
O sargento fez três comentários. O primeiro quando o governador agradeceu a Deus por ter visitado o município de Tarauacá para fazer a entrega de equipamentos de trabalho no valor de R$ 5 milhões a indígenas. Isaias Brito então aparece como o oitavo comentarista do post: "bando de idiotas e pu-saco esse cidadão não merece o respeito do povo do acre. se Deus quiser vai ser cassado muito em breve pelo TSE".
Posteriormente, quando o governador elogiou pronunciamento do irmão, o senador Jorge Vina (PT-AC), e se referia ao senador Sérgio Petecão (PSD-AC) como "aquele Senador, perdido, em busca de qualificação parlamentar mínima", o sargento reagiu: "Quem é o Aníbal Diniz? um poste colocado em Brasília para defender os interesses da quadrilha".
O terceiro comentário do sargento foi feito quando o governador, em Brasília, anunciou que foram aprovados R$ 251 milhões para mobilidade e saneamento e agradeceu à presidente Dilma, ao prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT),  e ao senador Jorge Viana. O sargento aproveitou para criticar o programa de calçamento denominado pelo governador de Ruas do Povo.
- Mais dinheiro para as ruas do povo? vai precisar mesmo afinal as ruas foram feitas no ano passado este ano já precisam ser refeitas. Eu quero ver o senhor cumprir a promessa de pavimentar todas as ruas do estado até 2014 – desafiou.
Durante a sindicância,  o sargento Isaias Brito negou a autoria dos comentários e apresentou um sobrinho como responsável.  O policial alegou que o perfil dele no Facebook ficava aberto no computador de sua casa e que isso teria facilitado o uso indevido da rede social. O sargento, que é filiado e militante do PSDB, esperava o benefício da dúvida para não ser punido.
Após a sindicância, os comentários do sargento foram considerada como "transgressões disciplinares de natureza grave", mas foi decidido que sua ficha permanece no comportamento "bom". A prisão ocorre sem prejuízo da escala de serviço.
- Enquanto durar a punição será concedido o período de duas horas para cada refeição do punido. Seja posto em liberdade na parada matinal do dia 15 de abril do corrente ano – escreveu o major Roberto Marques da Silva, comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar, onde trabalha o sargento.

Fonte: TERRA MAGAZINE

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Curso de Filosofia da UFRB é reconhecido pelo MEC com bom desempenho



O curso de licenciatura em Filosofia da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) obteve o reconhecimento pelo Ministério da Educação (MEC). Com isso, passa a integrar a lista de cursos ofertados pela instituição que concluíram o primeiro ciclo avaliativo.
De acordo com a avaliação do MEC, o curso teve conceito quatro, numa escala que varia de um a cinco. "Acreditamos que o reconhecimento do curso de Licenciatura em Filosofia com este conceito é o resultado do esforço e empenho de todos os setores que contribuem para o seu funcionamento, compreendendo aí todo o corpo docente, os discentes e a equipe de técnicos do Centro de Formação de Professores (CFP), bem como dos esforços e apoio da diretoria deste Centro, da Reitoria e das pró-reitorias desta universidade", aponta a coordenadora do curso de Filosofia, professora Denise Costa.
Os avaliadores do MEC verificaram as condições das instalações e toda a infraestrutura, a qualificação do corpo docente, a organização didático-pedagógica, o acervo disponível na biblioteca (livros didáticos e periódicos), entre outros. Para Denise, "o reconhecimento é um estímulo para a continuidade do trabalho com vistas à implementação de melhorias na qualidade do curso e significa mais um passo na consolidação do CFP e da UFRB".
Portaria Nº 121/2013 de reconhecimento do curso de Filosofia da UFRB foi assinada pelo secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior, Jorge Messias, e publicada no Diário Oficial da União (DOU).
Fonte: Agencia de Noticias UFRB

Gestantes participam de atividades educativas com profissionais da Saúde



A secretaria de Saúde de Amargosa, através do Centro Municipal de Saúde, Nasf (Núcleo de Apoio a Saúde da Família), PSF Diógenes Sampaio e Agentes Comunitários de Saúde, realizaram palestras educativas para Gestantes.

O encontro serviu para orientar e tirar as duvida das futuras mamães sobre os procedimentos e cuidados a serem tomados ao longo de todo o período de gestação, principalmente para às mulheres que terão o primeiro filho.

A coordenadora do Centro Municipal de Saúde de Amargosa, Andreia Flores, vê a atividade como uma maneira de trocar experiências. “Nosso objetivo é repassar o máximo de orientações”, pontuou, ao falar sobre os cuidados a serem tomados antes, durante e após a gestação.

Dentro deste mecanismo de repassar orientações, uma das propostas da equipe de Saúde, é fazer com que as gestantes entendam todos os processos que ocorrem durante a gestação a exemplo das alterações no corpo, os sintomas e sinais do trabalho de parto, a importância de realizar o pré-natal, entre outros, o que irá garantir uma gestação mais tranquila para essas mães.



Com Informações da Ascom PMA 

Investida do CQC para entrevistar o deputado Jose Genoino do PT causa polemica.


Fan Page CQC

O jornalista do Carta Capital Leandro Fortes em texto descreve como 'violência' a investida do CQC em entrevistar o deputado Jose Genoíno do PT.
Assista aqui o vídeo em questão do CQC.





Leia a critica de Leonardo Fortes


CQC’ & JOSÉ GENOINO

Nazijornalismo, 

por Leandro Fortes



 A violência do CQC contra o deputado José Genoíno alcançou, na segunda-feira (25/3, na Band), um grau de bestialidade que não pode ser dimensionado à luz do humorismo, muito menos no campo do jornalismo. Isso porque o programa apresentado por Marcelo Tas, no comando de uma mesa onde se perfilam três patetas da tristeza a estrebuchar moralismos infantis, não é uma coisa nem outra. Não existem repórteres-mirins, como não existem médicos-mirins, advogados-mirins e engenheiros-mirins. Existem, sim, cretinos adultos.
Não é um programa de humor porque as risadas que eventualmente desperta nos telespectadores não vêm do conforto e da alegria da alma, mas dos demônios que cada um esconde em si, do esgoto de bílis negra por onde fluem preconceitos, ódios de classe e sentimentos incompatíveis com o conceito de vida social compartilhada. Não é jornalismo porque a missão do jornalista é decodificar o drama humano com nobreza e respeito ao próximo. É da nobre missão do jornalismo equilibrar os fatos de tal maneira que o cidadão comum possa interpretá-los por si só, sem a contaminação perversa da demência alheia, no caso do CQC, manipulada a partir dos interesses de quem vê na execração da política uma forma cínica de garantir audiência.
A utilização de uma criança para esse fim, com a aquiescência do próprio pai, revela o grau de insanidade que esse expediente encerra. O que se viu ali não foi apenas a atuação de um farsante travestido de jornalista a fazer graça com a desgraça alheia, mas a perpetuação de um crime contra a dignidade humana, um atentado aos direitos humanos que nos coloca, a todos, reféns de um processo de degradação social liderado por idiotas com um microfone na mão.
Cretinos adultos
A inclusão de um “repórter-mirim” é, talvez, o elemento mais emblemático dessa circunstância, revelador do desrespeito ao ofício do jornalismo, embora seja um expediente comum na imprensa brasileira. Por razões de nicho e de mercado, diversos veículos de comunicação brasileiros têm lançado, ao longo do tempo, mão dessa baboseira imprestável, como se fosse possível a uma criança ser repórter, ainda que por brincadeira.
Jornalismo é uma profissão de uma vida toda, a começar pela formação acadêmica, a ser percorrida com dificuldade e perseverança. Dar um microfone a uma criança, ou usá-la como instrumento pérfido de manipulação, como fez o CQC com José Genoíno, não faz dela um repórter – e, provavelmente, não irá ajudá-la a construir um bom caráter. É um crime e espero, sinceramente, que alguma medida judicial seja tomada a respeito.
Não existem repórteres-mirins, como não existem médicos-mirins, advogados-mirins e engenheiros-mirins. Existem, sim, cretinos adultos. E a estes dedico o meu desprezo e a minha repulsa, como cidadão e como jornalista.
Texto publicado em Observatório da Emprensa

terça-feira, 2 de abril de 2013

Dirigente do MST é executado por pistoleiros com 15 tiros em Iguaí na Bahia

FOTO/ Photo e Jornalismo


O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) pretende fazer uma manifestação nesta quarta-feira, no sepultamento do militante Fábio dos Santos Silva, assassinado na manhã desta terça-feira, com 15 tiros, na cidade de Iguaí, no sudoeste baiano. Silva, que integrava a direção estadual do MST, foi morto na frente da mulher e da filha, por dois pistoleiros em uma moto que interceptou o veículo ocupado pela família. O movimento vai cobrar a apuração do crime e a punição dos culpados.
Márcio Matos, um dos coordenadores estaduais do MST, lembrou que o colega vinha sofrendo ameaças de morte desde o ano passado, quando foi preso por participar da ocupação da Fazenda Três Lajedos.
— Ele foi um dos seis companheiros presos naquela ocasião. Passou dois meses detido, até que nós conseguimos um mandado de soltura — disse Matos, atribuindo a morte à morosidade da implantação da reforma agrária no Brasil.
— Nós pedimos ao secretário das Relações Institucionais do estado, Cezar Lisboa, para que o governo baiano se empenhe em apurar esse caso — afirmou, lembrando que esta é a quarta morte no ano causada pela questão fundiária no Brasil.
A vítima era pedagogo e havia se especializado em Educação no campo. Chegou a disputar a eleição de vereador no ano passado, mas perdeu. O Diretório Municipal do PT em Vitória da Conquista, maior município da região, divulgou uma nota lamentando o assassinato. “Ele foi executado de forma bárbara, mostrando que a luta pela terra ainda enfrenta a violência sem limites dos latifundiários, que não admitem que o Brasil passe pela necessária transformação social que vai romper velhos modelos de dominação política e econômica para instaurar uma nova sociedade, calcada no mais profundo respeito aos direitos das pessoas, especialmente das classes populares”, diz um trecho, classificando o assassinato de “crime hediondo”.
O caso abalou o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra baiano no momento em que a organização se preparava para a jornada de luta do Abril Vermelho, que lembra os assassinatos em Eldorado dos Carajás. A Secretaria de Segurança Pública da Bahia designou um delegado especial para investigar o crime.


Fonte: O GLOBO

 
DBS. Tecnologia do Blogger.