sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Japão quer usar referências de mangás para impulsionar turismo
Nada de samurais, ninjas, gueixas, pagodes ou lutadores de artes marciais. Durante a cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, o grande símbolo que Tóquio usou para promover a próxima edição do evento foi Mario. A tradição milenar ficou de lado, a nova ordem do Japão, ao menos na hora de vender sua imagem ao exterior, é promover seu impacto na cultura jovem. Por isso, as cidades do país já começam a buscar novas formas de atrair turistas. No caso, olhando nas histórias em quadrinhos e os desenhos animados.
A recém-criada Japan Anime Tourism Association lançou um concurso para eleger até dezembro 88 locais em cidades japonesas com referências a mangás e animes. Pode ser tanto do cenário de alguma história até estátuas homenageando personagens ou criadores, passando por museus na área e até a estúdios onde séries são criadas. O objetivo é criar roteiros turísticos específicos para fãs. É um mercado com potencial já testado. Algumas cidades japonesas investem nesse tipo de referência para atrair visitantes. Sakaiminato, por exemplo, aproveitou o fato de ser a terra do criador de mangás Shigeru Mizuki para criar uma rua com 153 estátuas de seus personagens. Uma forma de atrair turistas e fãs do artista. No comércio, alguns shoppings ergueram enormes réplicas de heróis das séries para chamar a atenção dos consumidores. A iniciativa faz parte de um projeto maior, que tenta mudar a forma de o Japão se inserir como potência mundial. Ao invés de se impor pela força do dinheiro (apesar dos anos de estagnação, é a terceira maior economia do planeta), o país quer reforçar sua influência no dia a dia do mundo moderno. Em 2002, o governo japonês criou a marca "Cool Japan", que visa promover a imagem do arquipélago como uma superpotência cultural. Há motivos de sobra para justificar essa condição: videogames, animes, mangás, karaokês, moda, arquitetura, tecnologia e culinária produzidos no Japão conquistaram milhões de fãs no mundo. Mas, com a aproximação dos Jogos Olímpicos de 2020, o momento é de intensificar essa campanha.

(Fonte: MSN Notícias)

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Primeiro filho de 'três pessoas' nasce a partir de nova técnica
Uma nova técnica de fertilização auxiliou no nascimento de um bebê gerado por três pessoas, segundo a revista científica "New Scientist".
O menino hoje com cinco meses, tem o DNA do pai e o da mãe somados a uma pequena parte do código genético de uma doadora.
Médicos americanos deram o passo, sem precedentes, para evitar que o bebê tivesse uma doença genética que sua mãe, uma jordaniana, carregava. Ela é portadora da síndrome de Leigh, que teria consequências fatais para o bebê ao atacar seu sistema nervoso central.
Especialistas dizem que a técnica pode inaugurar uma nova era da Medicina ao possibilitar que famílias evitem que seus descendentes sofram de determinadas doenças genéticas.
Mas eles alertam que checagens rigorosas ainda devem ser feitas na nova tecnologia, chamada de doação mitocondrial.
As mitocôndrias são pequenas estruturas presentes em todas as células do corpo humano, responsáveis por converter alimento em energia.
Algumas mulheres, porém, carregam defeitos genéticos nas mitocôndrias e podem passá-los para seus filhos.
Mas os cientistas desenvolveram uma técnica para isolar o problema.
Eles usaram uma técnica para reparar a mitocôndria no óvulo materno antes de fertilizá-lo em laboratório com espermatozoide do pai.
O procedimento consiste em usar parte de um óvulo saudável de uma doadora combinado com o núcleo do óvulo da mãe.
Dessa forma o bebê fica só com 0,1% do DNA da doadora (DNA mitocondrial) e com o código genético da mãe, que define características como a cor dos cabelos e dos olhos dos pais.
A equipe de médicos americanos viajou para o México para realizar o procedimento, pois naquele país não há leis que impeçam esse tipo de tratamento.
Mas não é a primeira vez que cientistas tentaram um método de reparar mitocôndrias gerando um bebê saudável.
No final da década de 1990, pesquisadores realizaram experimentos envolvendo uma técnica chamada transferência citoplasmática, que envolve a introdução de mitocôndrias saudáveis em óvulos.

(Fonte: BBC Brasil)

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

A culpa é da Globo (O QUARTO ANTAGONISTA)
Os petistas utilizam o discurso de vítima para culpar e enfraquecer o outro; estratégia que objetiva eximir-se da responsabilidade pelos erros e, por tabela, convencer a opinião pública. Na lógica manipuladora do PT, a culpa está sempre presente nos outros: imperialismo ianque, burguesia, elite, ricos, FHC, etc. A Globo também entra no rol dos culpados e golpistas. Será que a Globo é realmente golpista? Notoriamente, na eleição de 2002, Roberto Marinho, presidente das Organizações Globo, fez o elo entre Lula e o empresariado. Ademais, o canal que mais faturou em propaganda nos governos petistas foi a Globo. Ainda iremos ouvir por muito tempo o decrépito bordão petista: a culpa é da Globo.
BC bloqueia R$ 30 milhões de empresa de Palocci
A pedido do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos inquéritos da Operação Lava Jato na primeira instância, o Banco Central (BC) bloqueou hoje (28) mais de R$ 814 mil de três contas bancárias do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci. O ex-ministro foi preso temporariamente na última segunda-feira (26), na 35ª fase da Lava Jato.
O BC informou hoje à Justiça Federal em Curitiba que também foram bloqueados R$ 30.064.080,41 da conta da empresa Projeto - Consultoria Empresarial e Financeira LTDA, que tem Palocci como um dos sócios.
Moro havia determinado o bloqueio preventivo de até R$ 128 milhões das contas bancárias do ex-ministro e também das contas do assessor de Palocci Branislav Kontic, e do ex-secretário da Casa Civil Juscelino Dourado.
De acordo com o Banco Central não foram encontrados valores nas contas de Juscelino Antonio Dourado. Já Branislav Kontic teve R$ R$ 1.501,03 bloqueados pela autoridade monetária do país.
De acordo com o força-tarefa da Lava Jato, Palocci teve atuação “intensa e reiterada” na defesa de interesses da empreiteira Odebrecht na administração pública federal. Segundo as investigações que resultaram na Operação Omertá, a empreiteira repassou R$ 128 milhões a uma conta que seria gerida pelo ex-ministro.

Defesa
O advogado de Palocci, José Roberto Batochio, rebateu as acusações contra o ex-ministro. “Isso é uma coisa absolutamente vaga, vazia. Para quem quer pretexto, isso é pretexto, mas o fato é que o ex-ministro da Fazenda tem que ter uma interlocução com o setor empresarial, com a cadeia produtiva do Brasil, para que se estabeleçam as políticas públicas. Se um ministro conversa com alguém da iniciativa privada, já é suspeito de praticar crime?”, questionou Batochio.

(Fonte: Exame.com)

domingo, 25 de setembro de 2016

A Coreia do Norte só possui 28 sites
Nos anos 1990, quando a internet era um projeto que começava a ser colocado em prática, existiam poucos sites, todos com designs simples o suficiente para serem programados e compreendidos pelos usuários. Mais de duas décadas passaram para todo mundo, menos, aparentemente, para a Coreia do Norte.
Segundo dados vazados, o país só possui 28 sites — todos de aparência antiga. Em termos de comparação, existem 16 milhões de endereços registrados nos domínios da Alemanha e 10 milhões da China.
As informações surgiram na última segunda-feira (19) no que parece ter sido um deslize na segurança da Coreia do Norte. Por um momento, os nomes de servidores do país, que são todos locais, acidentalmente foram configurados para permitir transferências de zonas de domínios mundiais, ou seja, qualquer um que quisesse copiar todas as informações sobre os sites existentes do regime de Kim Jong-un, conseguiriam.
Foi o que aconteceu: o engenheiro de segurança Matt Bryant estava monitorando a movimentação dos códigos do GitHub, projeto de desenvolvimento de códigos da internet, quando percebeu a falha e a relatou. Os programadores da plataforma descobriram que só existem 28 sites registrados no domínio do país e são todos relativamente simples: há desde a página de uma companhia aérea até uma rede social exclusiva da Coreia do Norte.

(Fonte: Revista Galileu)
'New York Times' expressa apoio a Hillary Clinton
O renomado jornal americano "New York Times" (NYT) expressou neste sábado apoio à candidata democrata, Hillary Clinton, na eleição presidencial, elogiando "seu intelecto e sua experiência e coragem".
O jornal destaca a experiência e o pragmatismo de Hillary frente ao republicano Donald Trump, que "não revela nada de si mesmo ou sobre seus projetos e promete a lua e as estrelas".
Trump é o "pior candidato de um grande partido na história moderna americana", afirma o jornal.
O NYT assinala que não apoia a ex-secretária de Estado apenas por ela ser a adversária de Trump, e sim "por causa dos desafios que o país enfrenta e pela capacidade de Hillary de lidar com os mesmos".
"Durante mais de 40 anos de vida pública, Hillary mediu forças e avaliou suas respostas", diz o jornal.
"Nosso apoio é baseado no respeito ao seu intelecto e à sua experiência, firmeza e coragem durante uma carreira quase integralmente dedicada ao serviço público, frequentemente como a primeira ou única mulher em seu setor".
O jornal expressa seu apoio dois dias antes do primeiro debate presidencial, ponto alto da campanha, a seis semanas da eleição.

(Fonte: MSN Notícias / AFP)

sábado, 24 de setembro de 2016

Nota zero por cola não é ato ilícito, decide Justiça
A Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) não acolheu, em decisão unânime, apelação de um aluno que pretendia reformar a decisão da 5.ª Vara Cível da Comarca de Tangará da Serra – a 240 quilômetros de Cuiabá -, que negara o pedido de indenização por danos morais pelo fato de o estudante ter recebido nota zero após ter sido flagrado colando durante uma prova.
O Tribunal concluiu que é ‘plenamente cabível e legítima a punição que foi aplicada, ou seja, a atribuição de nota zero ao exame’.
As informações foram divulgadas pela Coordenadoria de Comunicação do TJ de Mato Grosso.
“Inexistindo ato ilícito praticado pela instituição de ensino, não há margem para a reparação de dano moral, a despeito de o fato ter ou não gerado percalços, aflições e frustrações ao aluno”, afirmou a relatora, desembargadora Nilza Maria Pôssas de Carvalho.
O aluno ingressou com uma ação de obrigação de fazer cumulada com indenização por danos morais. Ele pretendia que não lhe fosse atribuída nota zero pelo fato de ter sido flagrado colando durante a realização de uma prova, bem como pretendia indenização por danos morais.
O juiz da 5.ª Vara Cível da Comarca de Tangará da Serra julgou parcialmente procedente os pedidos, determinando apenas que a instituição de ensino entregasse alguns documentos que foram solicitados. Inconformado com a decisão, o estudante apelou ao Tribunal de Justiça.
O acórdão que julgou o recurso de Apelação nº 57318/2016 foi disponibilizado no Diário da Justiça Eletrônico nº. 9856, em 12 de setembro de 2016.

(Fonte: Estadão)

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Camisas de futebol são banidas pelo Estado Islâmico
O Estado Islâmico divulgou mais uma lista de proibições dentro de seus limites de dominação. Agora relacionada com o esporte. Segundo a ilustração, estão vetadas blusas de futebol do Real Madri, Milan, Barcelona, Estados Unidos, França, Alemanha e Inglaterra. Além disso, nada que seja distribuído pela Nike ou Adidas.
De acordo com o Jihad Threat Monitor, quem for flagrado com um desses uniformes levará 80 chibatadas. Tempos atrás, o UOL relembra que o EI baniu juízes de futebol de seus domínios. Segundo eles, os árbitros "seguiam as regras da Fifa", não do Islã.

(Fonte: Notícias ao Minuto)
E se a Terra tivesse anéis como Saturno?
Se nosso planeta fosse rodeado por auréolas como as de Saturno, a aparência do céu seria bem diferente...
Nossa visão do céu seria bem diferente. A exemplo de Saturno, os anéis estariam entre 7 mil e 80 mil km acima da superfície, posicionados acima da Linha do Equador. As pessoas próximas a essa linha veriam os anéis como uma faixa estreita no céu. Quem estivesse em latitudes mais elevadas, porém, conseguiria observar melhor. Na Groenlândia, por exemplo, seria possível ver nitidamente o anel.

PEDRA E GELO

A composição dos anéis de Saturno é 99,9% de água congelada. Portanto, se na Terra fosse igual, não haveria risco de queda de detritos, pois qualquer fragmento que entrasse na atmosfera evaporaria por fricção. E se os anéis fossem de formações rochosas? O risco de quedas ainda seria baixo, segundo Gustavo Porto de Mello, astrônomo da UFRJ.

OLHA A CABEÇA!

O anel não iria interferir com os ônibus espaciais, que chegam a apenas 600 km da superfície, e nem com a Estação Espacial Internacional, que orbita a Terra a 420 km acima do nível do mar. No entanto, os satélites geoestacionários, que ficam 36 mil km acima da superfície, não poderiam orbitar a linha do Equador, necessitando de outro posicionamento.

ERA DE SOMBRAS

Os anéis são muito finos (menos de 1 km de espessura), mas poderiam provocar sombra nas regiões mais distantes do Equador. Não dá para estimar exatamente quanta luz o planeta deixaria de receber, mas as consequências poderiam ser catastróficas. A diminuição poderia causar mudanças em correntes marítimas, alterações no clima e problemas no cultivo de lavouras, gerando fome.

(Fonte: Mundo Estranho)

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

O invisível mágico da tática (CHUTE NO VÁCUO F.C.)
A confirmação da renovação contratual do volante Sergio Busquets até 2021 foi uma ótima notícia para o torcedor do Barcelona. O talentoso jogador é imprescindível no esquema tático do Barça, pois realiza com extrema eficiência o elo entre a defesa e o meio-campo. Notadamente, Busquets não é um jogador de técnica apurada e dribles desconcertantes, todavia, a sua destreza tática e capacidade de toque e desarmes, faz a diferença dentro de campo. O futebol de Busquets não aparece tanto ao longo das partidas, talvez ofuscado pelo brilhantismo técnico de Iniesta, Messi e Neymar, mesmo assim, ele é o jogador mais importante no sistema tático do Barcelona.
Mantega é preso na Arquivo X, nova fase da Lava Jato
A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 22, a Arquivo X, 34ª fase da Operação Lava Jato.
O ex-ministro Guido Mantega foi preso temporariamente. Ele não estava em sua residência, alvo de busca e apreensão. Mantega está no Hospital Albert Einstein, onde acompanha a mulher em uma cirurgia.
Mantega é suspeito de atuar para arrecadar propinas para o PT em 2012 em contratos de duas plataformas, P67 e P70.
A Federal cumpre mandados em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Bahia e Distrito Federal. Em São Paulo, há 7 mandados de busca e apreensão, sendo um em Sorocaba, e dois de prisão.
As equipes policiais estão cumprindo 49 ordens judiciais, sendo 33 mandados de busca e apreensão, 08 mandados de prisão temporária e 08 mandados de condução coercitiva.
Aproximadamente 180 policiais federais e 30 auditores fiscais estão cumprindo as determinações judiciais em cidades nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia e Distrito Federal.
Nesta fase da operação policial são investigados fatos relacionados à contratação pela Petrobrás de empresas para a construção de 02 plataformas (P-67 e P70) para a exploração de petróleo na camada do pré-sal, as chamadas FSPO´s (Floating Storage Offloanding).
Utilizando-se de expedientes já revelados no bojo da Operação Lava Jato, fraude do processo licitatório, corrupção de agentes públicos e repasses de recursos a agentes e partidos políticos responsáveis pelas indicações de cargos importantes da estatal, empresas se associaram na forma de consórcio para obter os contratos de construção das duas plataformas muito embora não possuíssem experiência, estrutura ou preparo para tanto.
Durante as investigações verificou-se ainda que, no ano de 2012, um ex-ministro da Fazenda teria atuado diretamente junto ao comando de uma das empresas para negociar o repasse de recursos para pagamentos de dívidas de campanha de partido político da situação. Estes valores teriam como destino pessoas já investigadas na operação e que atuavam no marketing e propaganda de campanhas políticas do mesmo partido.
São apuradas as práticas, dentre outros crimes, de corrupção, fraude em licitações, associação criminosa e lavagem de dinheiro.
O nome “Arquivo X” dado à investigação policial é uma referência a um dos grupos empresarias investigados e que tem como marca a colocação e repetição do “X” nos nomes das pessoas jurídicas integrantes do seu conglomerado empresarial.
Nos casos dos investigados para os quais foram expedidos mandados de condução coercitiva, estes estão sendo levados às sedes da Polícia Federal nas respectivas cidades onde foram localizados a fim de prestarem os esclarecimentos necessários. Os investigados serão liberados após serem ouvidos no interesse da apuração em curso.
Quanto aos investigados com prisão cautelar decretada, tão logo sejam localizados eles serão trazidos à sede da Polícia Federal em Curitiba onde permanecerão à disposição das autoridades responsáveis pela investigação.

(Fonte: Estadão)

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Sérgio Moro aceita denúncia contra Lula, dona Marisa e mais seis pessoas
O ex-presidente Lula é réu de novo na Lava Jato. Ele é acusado de ter recebido propina da empreiteira OAS no caso do tríplex no Guarujá (SP) e pelo transporte e armazenamento de bens pessoais.
Além de Lula, o juiz Sérgio Moro aceitou denúncia contra a ex-primeira dama dona Marisa Letícia e outras seis pessoas. Na decisão, o juiz Sérgio Moro destacou que aceitar a denúncia dos procuradores não significa declarar os réus culpados. Nesta fase, segundo ele, basta analisar se existe justa causa para que os fatos sejam apurados no processo.
Para Moro, "tais ressalvas são oportunas pois o juiz não esquece que entre os acusados está um ex-presidente da República e por conta disso a aceitação da denúncia pode levar a confusões de toda a espécie".
Ainda segundo Moro, "essas confusões devem acontecer fora do processo" e que, durante o trâmite da ação, "o ex-presidente poderá exercer livremente a sua defesa" e caberá à acusação produzir provas acima de qualquer dúvida razoável.
O Ministério Público afirma que o ex-presidente Lula recebeu propina do esquema de corrupção da Petrobras de forma dissimulada. Segundo as investigações, a OAS pagou R$ 3,7 milhões a Lula ao reformar e decorar o tríplex de Guarujá (SP) e ao bancar o armazenamento de bens do ex-presidente.
De acordo com os procuradores, a propina teria ligação com três contratos da OAS com a Petrobras, relativos a obras nas refinarias Abreu e Lima, em Pernambuco, e Getúlio Vargas, no Paraná.
Segundo Moro, "há razoáveis indícios de que o imóvel em questão teria sido destinado, ainda em 2009, pela OAS ao ex-presidente e a sua esposa, sem a contraprestação correspondente, remanescendo, porém, a OAS como formal proprietária e ocultando a real titularidade. Quanto às reformas e benfeitorias, há indícios de que se destinariam ao ex-presidente e a sua esposa também sem a contraprestação correspondente".
Diante destas acusações, o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, também virou réu no processo. A defesa dele não quis se manifestar.
Sobre o armazenamento de bens, o juiz afirma que o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamoto, também réu nesta ação, admitiu que a OAS pagou as despesas de armazenagem dos bens do ex-presidente.
Segundo Moro, "não se trataria, portanto, de mera doação por despreendimento, mas de benefício recebido 'quid pro quo'", ou seja, em troca de algo.]
A defesa de Paulo Okamotto afirmou que a denúncia não tem provas ou justa causa e não poderia ter sido recebida, que não há corrupção ou vantagem ilícita no pagamento para a conservação de um acervo de ex-presidente e que vai recorrer.
Na semana passada, ao apresentar a denúncia, o procurador Deltan Dallagnol apontou Lula como o "comandante máximo" do esquema de corrupção na Petrobras.
O juiz Sérgio Moro afirmou que, apesar da argumentação dos procuradores e, ao contrário do que se esperaria da narrativa, o Ministério Público não imputou ao ex-presidente o crime de associação criminosa. Segundo o juiz, a omissão tem justificativa plausível, pois o fato está em apuração no Supremo Tribunal Federal, em Brasília.
No despacho, Moro também lamentou a imputação realizada contra dona Marisa Letícia e completou: "embora haja dúvidas relevantes quanto ao seu envolvimento doloso, especificamente se sabia que os benefícios decorriam de acertos de propina no esquema criminoso da Petrobras, a sua participação específica nos fatos e a sua contribuição para a aparente ocultação do real proprietário do apartamento são suficientes por ora para justificar o recebimento da denúncia".
Em Nova York, o advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin, criticou a decisão do juiz Sérgio Moro: "Essa decisão não surpreende diante do histórico de violações às garantias fundamentais já ocorridas e praticadas por esse juiz de Curitiba".
Depois de serem notificados da decisão, os advogados dos réus têm dez dias para apresentar a defesa prévia. Em seguida, o juiz Sérgio Moro deve marcar as audiências. Primeiro, serão ouvidas as testemunhas de acusação, depois, as de defesa. O ex-presidente Lula e os outros acusados serão os últimos a prestar depoimento no processo.

(Fonte: G1)

sábado, 17 de setembro de 2016

"...13 ou 43..." por Tosta Neto
A campanha eleitoral do município é a que mais contagia o eleitor, afinal, existe uma relação próxima entre candidatos e eleitores; a temática em questão é deveras recorrente nas rodas de conversa. Normalmente, as cidades, sobretudo do interior, ficam divididas em duas cores. Nas redes sociais, presencia-se uma série de postagens fervorosas e passionais sobre os candidatos, além da exposição maciça de fotos dos eventos políticos. As emoções ficam à flor da pele e velhas amizades, às vezes, são temporariamente rompidas.
No pleito eleitoral, a “política” fica em evidência, embora ocorra um equívoco no uso do termo. Se quisermos compreender a definição de política, precisamos regressar à Grécia Antiga. Consoante os gregos, política quer dizer bem comum, logo, o político é aquele que visa o bem comum e relega os interesses individualistas. Política vem de pólis, instituição grega que representou a cidade-estado. O verdadeiro político zela em prol da harmonia citadina. Portanto, há diferenças exacerbadas entre política e “política”, contudo, estas palavras acabam confundindo-se na mentalidade popular.
No desenrolar da campanha, a política fica obnubilada pela animosidade dos grupos partidários, assim, os temas de textura pública são esquecidos pelos atores envolvidos. O pleito eleitoral se transmuta na Grande Gincana, desvelando-se bordões clássicos: a carreata do 13 tinha carro de fora; a caminhada do 43 tinha muita criança; tal rua tem mais bandeiras do 15; tal pesquisa aponta a liderança do 55. Ademais, os candidatos são elevados à categoria de semideuses, cujas “qualidades” são exaltadas em verso e prova. O candidato se torna um ser divino, dotado de simpatia e infalibilidade, prometendo para o eleitorado o paraíso terrestre.
A Grande Gincana inunda as ruas: carros plotados, bandeiras, adesivos, caminhadas, carreatas, festas da gasolina, etc. Eu não posso olvidar das músicas que embalam as campanhas: paródias de qualidade duvidosa, letras repetitivas, melodias paupérrimas, enfim, daqui até o final da campanha, nossos ouvidos ficarão saturados e os números dos semideuses martelando o nosso mundo consciente; sem querer, acabamos cantando essas musiquinhas. A Grande Gincana desloca a pauta de propostas dos candidatos para um plano terciário. Talvez, o eleitorado brasileiro tenha perdido a paciência de ouvir as propostas, pois as mesmas desaparecem no vendaval de promessas que jamais serão cumpridas. É inconteste que a classe política não detém a confiança do povo.
No Brasil, o “político” virou símbolo de mentira e corrupção, aquele tipo que fracassou na carreira profissional e só entrou no ramo para “levar vantagem” (enriquecer). Desde a República Velha até a contemporaneidade, o pleito eleitoral está imbuído de mazelas, haja vista o uso da estrutura pública em benefício de determinado grupo político, como também a prática sórdida da compra de votos, o famoso “toma lá dá cá”. As mazelas supracitadas corroboram com a famosa frase atribuída ao pensador político de Florença Nicolau Maquiavel, os fins justificam os meios, isto é, o “político” deve fazer de tudo para conquistar o poder.
Irrefutavelmente, a essência da política está mui corrompida. Ademais, os anseios espúrios do partidarismo contribuíram com tal corrupção. O político e o partidário estão em polos antípodas. A política está coadunada ao bem comum. O partidarismo coloca a causa do partido acima do bem comum. O genuíno político não tem partido, por conseguinte, defende diuturnamente a égide sacra do bem comum. O partido denota algo que está partido (dividido, separado), status quo que desguarnece a defesa do afã público. O político de fato não se preocupa com 13 ou 43, 15 ou 55, PT ou PSDB, PC do B ou DEM, outrossim, inspirado no essencial primevo da política, busca a construção duma polís (sociedade) mais justa, democrática e humana.


                                                                 Tosta Neto, 17/09/2016
Nova pesquisa mostra Trump e Hillary virtualmente empatados
A menos de dois meses da eleição presidencial dos EUA, os candidatos Hillary Clinton e Donald Trump travam uma disputa apertada. Na pesquisa realizada pelo jornal "The New York Times" e pela CBS New, divulgada nesta quinta (15), ambos aparecem virtualmente empatados.
A candidata democrata tem o apoio de 46% dos prováveis eleitores de todo o país, ao passo que o republicano colhe 44% das intenções de voto. Se forem levados em conta apenas os eleitores registrados, Hillary mantém uma vantagem mais ampla, de 46% contra 41% de Trump. A margem de erro do levantamento é de 3 pontos.
O descontentamento com os dois principais candidatos é generalizado no eleitorado. Entre os que dizem que irão votar em Hillary ou Trump, pouco mais da metade manifesta forte apoio a eles. O restante afirma que possui reservas sobre o candidato escolhido ou que pretende apenas impedir o adversário de vencer.
No geral, apenas 43% dos prováveis eleitores se descrevem como entusiasmados para votar em novembro: 51% dos apoiadores de Trump afirmam estar muito entusiasmados em votar, enquanto, com Hillary, esse índice é de 43%. A candidata democrata continua à frente do republicano entre as mulheres, negros e eleitores mais jovens, ao passo que Trump lidera ente os brancos, com 57% a 33%.
Entre as mulheres brancas, os candidatos estão virtualmente empatados: 46% para Hillary e 45% para Trump.
Os 1.433 entrevistados entre os dias 9 e 13 de setembro se mostraram ambivalentes sobre a necessidade de obter mais informações sobre o histórico médico dos candidatos. Apenas 45% dos eleitores registrados disseram que queriam ver divulgados mais registros médicos dos candidatos.
A disputa pela Presidência dos EUA claramente ficou mais apertada nas últimas semanas. As médias nacionais das sondagens mostram que a margem de Hillary sobre Trump diminuiu de oito pontos percentuais no início de agosto para dois pontos.
Nos Estados Unidos, porém, o voto não é obrigatório (entre 55% e 60% dos cidadãos aptos a ir às urnas costumam fazê-lo nas eleições presidenciais) e a eleição é indireta -ocorre por meio dos colégios eleitorais.

SAÚDE DE HILLARY

Nesta quarta (14), Donald Trump levantou dúvidas sobre a saúde de sua adversária, Hillary Clinton, pela primeira vez desde que a ex-secretária de Estado passou mal em uma cerimônia para as vítimas dos 11 de setembro, realizada no domingo.
Falando em um quadra de basquete em Canton, no Estado de Ohio, o republicano sugeriu que ela não aguentaria discursar num local quente.
"Você pensa que é fácil?", perguntou Trump. "Está quente, e é sempre quente quando eu falo porque as multidões são grandes. Os espaços não foram projetados para este tipo de multidão. Eu não sei, gente. Vocês acham que Hillary Clinton seria capaz de ficar de pé aqui e fazer isso por uma hora? Eu não sei."
O candidato republicano disse depois que "ela [Hillary] está deitada na cama, ficando melhor e queremos ela melhor, que ela volte para a disputa, certo?".

(Fonte: MSN Notícias)

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Lula aumentou seu patrimônio em 360% após segundo mandato
O patrimônio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aumentou 360%, em valores nominais, depois do fim de seu segundo mandato como presidente da República, em 2010, com a renda obtida com sua empresa de palestras, a L.I.L.S. As informações, segundo a edição desta sexta-feira do jornal Folha de S. Paulo, foram prestadas pelo petista nas declarações de Imposto de Renda que integram a denúncia apresentada contra ele na última quarta-feira, no âmbito da Operação Lava Jato.
De acordo com o documento, Lula tinha patrimônio de 1,9 milhão de reais até 31 de dezembro de 2010. Em 2015, o valor total de seus bens era de aproximadamente 8,8 milhões de reais – aumento de 6,9 milhões de reais. A evolução patrimonial teve lastro em renda obtida com a L.I.L.S., empresa de palestras de Lula, criada depois que ele encerrou seus dois mandatos na Presidência.
O ex-presidente disse aos investigadores que cobrava “exatamente 200.000 dólares, nem mais e nem menos” por todas as palestras. O preço era o mesmo do ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton.
Entre 2011 e 2015, a L.I.L.S. distribuiu lucros e dividendos de 8,5 milhões de reais para Lula. Nesse mesmo período, o ex-presidente deu cerca de setenta palestras no Brasil e no exterior, conforme ele mesmo disse as autoridades da Polícia Federal. A maior transferência de valor para Lula ocorreu em 2014, no total de 5,6 milhões de reais. Naquele mesmo ano, em novembro, foi deflagrada a fase mais ostensiva da Operação Lava Jato.
De acordo com a PF, a empresa de palestras de Lula recebeu 21 milhões de reais entre 2011 e 2015. Desse total, 9,9 milhões de reais foram pagos por empreiteiras investigadas na Lava Jato.
À Folha, o advogado de Lula, o Cristiano Zanin Martins, afirmou que as atividades da L.I.L.S. são “absolutamente lícitas, lastreadas em palestras devidamente documentadas e de conhecimento geral”.

(Fonte: MSN Notícias / Veja)
De tanto acasalar, tartaruga centenária consegue salvar sua espécie da extinção
Uma tartaruga gigante macho de Galápagos com mais de 100 anos de idade está sendo considerada a grande responsável por recuperar a população desses animais em sua ilha nativa, Española, e, assim, salvar a espécie da extinção.
Diego é um Chelonoidis hoodensis, espécie encontrada na natureza apenas nesta ilha ao sul do arquipélago de Galápagos, no oceano Pacífico.
O arquipélago ficou famoso mundialmente por ter sido alvo de estudos do naturalista inglês Charles Darwin, autor da Teoria da Evolução, por conta de sua grande biodiversidade.
Há 50 anos, havia apenas dois machos e 12 fêmeas da espécie de Diego em Española - e os animais estavam espalhados demais pela ilha para que fosse possível reproduzir.
Mas o apetite sexual de Diego reverteu a situação. Vivendo em um centro de reprodução na ilha Santa Cruz, uma das maiores de Galápagos, ele tornou-se pais de cerca de 800 filhotes.
"Ele é um macho reprodutor muito ativo sexualmente e contribuiu enormemente para repopular a ilha", disse Washington Tapia, especialista em preservação de tartarugas do Parque Nacional de Galápagos, à agência AFP.
Com 80 kg, 90 cm de comprimento e 1,5m de altura (se esticar suas pernas e pescoço), Diego é o macho dominante entre os três selecionados para recuperar a espécie em Española. Ele convive com seis fêmeas, suas parceiras nesta missão.
Diego foi achado no zoológico de San Diego, nos Estados Unidos - daí veio seu nome -, após a espécie ter sido identificada por cientistas e uma campanha internacional ter sido lançada para encontrar mais exemplares desse tipo raro de tartaruga.
"Não sabemos exatamente como ou quando ele chegou aos Estados Unidos. Deve ter sido retirado de Española entre 1900 e 1959 por uma expedição científica", afirmou Tapia.
Diego foi levado de volta para Galápagos em 1976 e incluído no programa de reprodução da espécie.
Os cientistas não tinham conhecimento de o quanto ele havia contribuído para essa meta até uma análise genética mostrar há seis anos que ele era pai de 40% dos filhotes liberados na natureza pelo projeto.
Ao todo, 2 mil tartarugas foram distribuídas pela ilha. Hoje, a espécie não está mais ameaçada de extinção.
"Não diria que a espécie está em condições perfeitas, porque registros históricos mostram que houve provavelmente mais de 5 mil tartarugas na ilha. Mas está indo muito bem - e aumentando, o que é mais importante", disse Tapia.
Das 15 espécies de tartarugas gigantes com origem em Galápagos, três foram extintas, vítimas dos piratas do século 18 que pilharam o frágil ecossistema do arquipélago.
Entre aquelas ameaçadas atualmente, nem todas têm um macho como Diego para vir ao seu resgate. A esperança de recuperar a espécie Chelonoidis abingdoni morreu junto com seu último sobrevivente conhecido.
O centenário George, o Solitário faleceu em 2012 após se recusar por muitos anos a reproduzir em cativeiro.

(Fonte: BBC Brasil)

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Você conhece os superpoderes da computação cognitiva?
Nas histórias em quadrinhos e nos filmes, o Homem de Ferro conta com a ajuda de um assistente digital com superpoderes, o Jarvis (acrônimo em inglês para Apenas Um Sistema Muito Inteligente). Na ficção, esse supercomputador autônomo compreende a linguagem natural falada por Tony Stark, além de utilizar dados captados do ambiente para gerar suas próprias hipóteses e oferecer insights ao herói da Marvel, como o ponto fraco de um inimigo ou a melhor rota de voo para um determinado local. Sem essa ajuda, o Homem de Ferro estaria frito.
Por mais futurista que Jarvis possa parecer, no mundo real já existem sistemas que operam exatamente como nos quadrinhos. E mais: muitos deles atuam como verdadeiros super-heróis, auxiliando médicos no diagnóstico de doenças complexas, como o câncer. Estamos falando da computação cognitiva, tecnologia que tem esse nome porque seu funcionamento encontra paralelos na capacidade humana da cognição.
Diferentemente dos computadores tradicionais, que seguem as instruções contidas no software para realizar suas tarefas, os sistemas cognitivos recebem e processam as informações de forma independente e autônoma. Eles geram hipóteses sobre um determinado cenário, como o melhor tratamento para um tipo específico de tumor, e insights que auxiliam os humanos na tomada de decisões. 
Essa inteligência artificial, que equipa sistemas como o Watson, da IBM, "pensa" por meio de avançados algoritmos matemáticos, e é movimentada por uma infraestrutura poderosa para o processamento de uma grande massa de dados.
"A computação cognitiva possibilita ao computador aprender como o cérebro humano e utilizar esse conhecimento", diz José Augusto Stuchi, pesquisador sênior e líder da plataforma tecnológica cognitiva do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD).
Os sistemas cognitivos são capazes de compreender a linguagem natural, além de texto, imagem e outros dados considerados não estruturados, aqueles que ainda não foram convertidos para a linguagem das máquinas tradicionais. Dotados de algoritmos de aprendizado complexos e sofisticados, eles são treinados para executar determinada tarefa.
Exemplo de sistema avançado que usa a computação cognitiva, o Watson ficou famoso por ter vencido humanos no Jeopardy!, um popular jogo de perguntas e respostas dos Estados Unidos. Por acessar e processar uma vasta base de conhecimento, o Watson pode ser usado em diferentes áreas do conhecimento.

Veja, a seguir, cinco áreas que já se beneficiam da computação cognitiva.

Educação - Graças à tecnologia, hoje a educação vai muito além da sala de aula. Cursos online e apps para smartphone complementam os estudos. Isso gera uma quantidade enorme de dados sobre os alunos, incluindo os pontos fortes e as dificuldades. Sistemas de inteligência artificial, como o Watson, são capazes de utilizar esses dados para gerar planos de estudo eficientes e atuar como assistentes pedagógicos. "O sistema pode prever os objetivos e interesses de um estudante com base nas informações de seu estilo de aprendizado, de forma que os professores possam determinar qual tipo de conteúdo fornecer ao aluno e a melhor forma de apresentá-lo", escreve o pesquisador Chalapathy Neti, especialista em aplicações de computação cognitiva na educação.

Finanças - Bancos e instituições financeiras são usinas de dados. Bilhões de operações são feitas todos os dias, e elas oferecem muitos insights sobre o comportamento dos clientes. Um sistema de inteligência artificial pode utilizar essa rica fonte de informações até para conversar com os correntistas. Como o Watson possui a capacidade de interpretar a linguagem natural, a plataforma literalmente dialoga com o cliente. O reconhecimento de voz pode funcionar como um fator de segurança na biometria e dispensa as senhas numéricas. Os sistemas de inteligência artificial também podem ajudar o cliente a compreender melhor seus gastos e auxiliar na administração das finanças pessoais.

Previsão do tempo - A natureza é uma das forças mais imprevisíveis com as quais o homem lida. O surgimento de poderosos cérebros artificiais, como o Watson, vai ajudar a lidar com esse tremendo desafio. Veja o caso do estado de Brunei, na ilha de Bornéu, na Ásia. O governo utiliza a tecnologia de análise de dados para compreender melhor o comportamento do clima, o que leva a uma melhor estratégia de administração dos recursos, especialmente a produção de alimentos.
Outro exemplo: empresas de seguro já utilizam a inteligência artificial para fazer previsões mais acertadas dos valores das apólices compradas em áreas suscetíveis a fenômenos como tornados e enxurradas.

Marketing - A inteligência artificial pode ser usada na automatização do telemarketing. O cliente pode conversar com o computador, que dará respostas assertivas, muitas baseadas no comportamento individual. Isso só é possível graças a algumas das características-chave da computação cognitiva. Primeiro, sua capacidade de compreender a linguagem natural humana. Segundo, sua possibilidade de armazenar e processar um grande número de informações. Isso gera repertório e inteligência suficientes para interpretar as necessidades de cada cliente e gerar uma resposta adequada. A inteligência artificial pode ainda ajudar líderes a tomar decisões melhores e estabelecer uma estratégia mais eficiente de longo prazo, baseada em dados reais acumulados ao longo dos anos.  

Saúde - Essa é uma área em que a computação cognitiva tem recebido muita atenção. As doenças que médicos e pacientes enfrentam muitas vezes são complexas, com uma infinidade de variações que podem levar a diagnósticos completamente diferentes de pessoa para pessoa. Esse é um cenário ideal para a inteligência artificial. Tome o câncer como exemplo. Cada tumor possui um genoma próprio, e hoje os especialistas sabem que é preciso ir além, mergulhar nas especificidades de cada caso. Com a computação cognitiva, o sistema pode ajudar os médicos ao consultar uma vasta biblioteca médica em sua base de dados e, a partir disso, propor tratamentos específicos para cada paciente. Isso só é possível porque poderosos cérebros eletrônicos conseguem avaliar muitos cenários, eliminar outros, até chegar àqueles que têm mais chance de sucesso. No final, a decisão será de um médico humano, assim como em todas as outras áreas citadas. A sensibilidade e a criatividade humanas ainda não podem ser reproduzidas em silício.

(Fonte: Superinteressante)

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Final antecipada? (CHUTE NO VÁCUO F.C.)
O jogo titânico entre Palmeiras e Flamengo no Allianz Parque, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, está sendo encarado como uma possível final antecipada, haja vista a colocação dos times, 1º e 2º respectivamente, com vantagem de 1 ponto para o Verdão. É uma ótica precipitada conceder para a partida em questão o status de final, pois ainda restarão 13 rodadas e 39 pontos a serem disputados, portanto, a competição ainda está mui distante da reta final. Mas, é fato que o vencedor deste clássico sairá ainda mais fortalecido na busca pelo título do Brasileirão. 
Imagens de Marte desvendam mistério de sua superfície
A sonda Curiosity, da agência espacial norte-americana NASA, obteve imagens das colinas e rochas de Marte que permitem esclarecer alguns mistérios do Planeta Vermelho.
As imagens captadas por uma câmera do módulo espacial da NASA mostram um espaço rochoso da região chamada Murray Buttes (Morros de Murray) em Marte.
Segundo revelou o cientista da NASA Ashwin Vasavada, citado pelo jornal britânico Daily Mail, "o estudo mais detalhado dessas colinas ajuda a entender como se formaram as dunas de areia em Marte e como elas se transformaram na paisagem que estamos vendo agora".
Além das colinas, a Curiosity achou provas de que, nos tempos antigos, Marte tinha lagos com condições favoráveis para aparecimento de micróbios na sua superfície. A sonda tentará descobrir por que motivo estas condições desapareceram e por que razão o Planeta Vermelho se tornou deserto, com clima impróprio para a vida.

(Fonte: Sputinik Brasil)
Lava Jato espera concluir hoje denúncia contra Lula
Nesta noite de terça (13), a Operação Lava Jato esteve em força-tarefa para concluir pelo menos uma das denúncias criminais contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Segundo a Folha de S. Paulo, a acusação mais adiantada refere-se ao caso do tríplex em Guarujá.
O apartamento no litoral de São Paulo teria sido reformado pela empreiteira OAS e reservado para a família de Lula, mas não chegou a ser utilizado após denúncia da imprensa.
Outra investigação é sobre obras em sítio na cidade de Atibaia, interior de São Paulo, que teriam sido orientadas por Lula e sua mulher Marisa Letícia, com a participação da empreiteira Odebrecht e custo de R$ 1,2 milhão.
O Ministério Público Federal convocou entrevista coletiva para a tarde desta quarta (14). Ao menos uma dessas denúncias pode ser anunciada na ocasião.
Para a força-tarefa, as reformas nos imóveis configuraram vantagens indevidas recebidas de empresas envolvidas no petrolão.
Lula também é acusado de tentar obstruir a Lava Jato e, também, de dificultar a investigação de inquérito que apura se as palestras dadas por ele após deixar o governo teriam sido pagas com dinheiro da Petrobras.
O ex-presidente se diz perseguido politicamente e afirma não ter comedido qualquer crime.

(Fonte: Notícias ao Minuto)

domingo, 11 de setembro de 2016

Os Estados Unidos relembram vítimas do 11 de setembro
Os Estados Unidos pararam às 8h46 (9h46, no horário de Brasília) deste domingo (11) para homenagear as quase 3 mil vítimas do maior ataque terrorista contra o país em toda a sua história. As informações são da Agência Lusa.
Neste mesmo horário, há exatos 15 anos, um avião com destino a Los Angeles era jogado intencionalmente contra a Torre Norte do World Trade Center, deixando o mundo inteiro em estado de choque. Menos de 20 minutos depois, outra aeronave atingiu a Torre Sul - ambos os edifícios desabariam menos de duas horas mais tarde.
Às 09h37, um terceiro avião foi jogado pelos sequestradores contra o Pentágono, nos arredores de Washington. Uma quarta aeronave também foi raptada, mas acabou caindo em um campo na Pensilvânia devido à corajosa ação de passageiros.
Às 8h46 deste domingo, os norte-americanos relembraram os ataques de 11 de setembro com um minuto de silêncio no Ground Zero, o marco zero dos atentados, em Nova York.

Candidatos se ignoram

A cerimônia contou com os dois principais candidatos à Presidência dos EUA, a democrata Hillary Clinton e o republicano Donald Trump, que se ignoraram durante toda a celebração. Inicialmente, não estava prevista a participação dos dois no evento pelos 15 anos dos ataques, mas ambos acabaram mudando de ideia.
Hillary deixou a cerimônia antes do fim. Segundo a emissora Fox, devido a um mal estar, mas a informação não foi confirmada oficialmente. O momento de maior comoção foi durante a leitura dos nomes das quase 3 mil pessoas que perderam a vida nos ataques, incluindo os bombeiros e policiais que faleceram nas operações de socorro.
Outros cinco minutos de silêncio ainda foram realizados para relembrar os choques do segundo, do terceiro e do quarto avião e a queda de cada uma das Torres Gêmeas. O mesmo aconteceu na Casa Branca e no Pentágono, onde o presidente Barack Obama fez um breve discurso.
No pronunciamento, ele disse que o "espírito do 11 de setembro" insta a defender não apenas o país, mas também os "ideais" dos Estados Unidos. "Os americanos não devem ceder ao medo. Sabemos que a nossa diversidade, a nossa herança variada, não é uma fraqueza, mas nossa maior força", declarou.
Por sua vez, Donald Trump disse, por meio de um comunicado à imprensa, que o "dever solene" dos norte-americanos é trabalhar para "tornar o país mais seguro contra um inimigo que não busca outra coisa que não destruir o modo de viver" dos EUA.
Por conta das cerimônias pelos 15 anos dos ataques, tanto ele quanto Hillary suspenderam suas campanhas.

(Fonte: Último Segundo)
Milhares de separatistas vão às ruas na Catalunha
Milhares de catalães participaram neste domingo (11) de várias manifestações separatistas organizadas por toda a Catalunha por ocasião da Diada, a festa "nacional", para reivindicar dos políticos locais unidade e rapidez em seu plano para deixar a Espanha.
Em Barcelona, uma multidão de amarelo, vermelho e azul - as cores da bandeira separatista - lotou um longo passeio que fica próximo ao Parlamento catalão. É nessa Casa que os deputados separatistas desenvolvem seu programa separatista dessa região com 7,5 milhões de habitantes, localizada no nordeste da Espanha.
Previsto para culminar em meados de 2017, o processo avança mais lentamente do que o esperado, devido às divisões entre os diferentes partidos.
Agora, porém, "devem ser tomadas decisões críticas", garantiu o presidente regional, Carles Puigdemont.
"É o momento de estarmos todos unidos pelo 'sim' à República Catalã", defendeu em seu discurso Jordi Sánchez, o presidente da ANC, uma influente associação civil que organizou os protestos.
Depois de cinco anos de reivindicações, os separatistas têm pressa.
"Esperamos que essa Diada seja a última antes de sermos independentes", disse Carmen Santos, de 58 anos, na marcha de Barcelona.
"Os políticos dizem que estamos perto, mas queremos ver isso já", declarou Xavier Vallvé, de 60.
"É um pouco lento. Precisa acelerar isso", concordava Óscar Calderó, de 48.
Desde 2012, a ANC e a Omnium Cultural organizam mobilizações em massa na Diada. Em 2013, conseguiram organizar uma corrente humana de 400 km e, em 2014 e em 2015, gigantescas concentrações em Barcelona.
Este ano, os manifestantes também se reuniram em Tarragona (sul), Lleida (leste), Berga (centro) e Salt (norte), além do já tradicional ato na capital. Segundo as diferentes polícias locais, os atos reuniram cerca de 800 mil pessoas, contra 1,4 milhão em 2015.

(Fonte: MSN Notícias / AFP)

sábado, 10 de setembro de 2016

IDEB mostra queda na qualidade do Ensino Médio
Nos países que primam pela excelência, os anos finais do ciclo escolar consolidam o conhecimento acumulado ao longo do trajeto e mais: preparam os estudantes para se tornar gente pensante, produtiva, inovadora. Oferecer um bom ensino médio é, portanto, crucial para pavimentar o caminho do jovem, seja para a vida acadêmica ou qualquer ofício que lhe dê bom rumo na vida. Essa é a história contada do ponto de vista do ideal. A realidade no Brasil é muito mais árida, como mostra o novo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) divulgado nesta semana.
Um dado apenas já dá o tom da catástrofe: a matemática no ensino médio obteve o pior resultado desde 2005. Não avançou um décimo. Ao contrário, retrocedeu. Na última avaliação, referente a 2013, apenas 9% dos alunos apresentavam aprendizado considerado adequado na disciplina, número que junta as escolas públicas às privadas. Segundo os números de hoje, o porcentual é menor, entre 8% e 9%. Em 1999, eram mais: 12%.
Não resta dúvida de que há algo de muito errado no ensino como um todo – afinal, o adolescente que chega ao nível médio vem, em geral, com base fraca para enfrentar os novos desafios intelectuais que se apresentam. Também não há dúvida de que este modelo de ensino médio, uma “jabuticaba brasileira”, é um grande equívoco. “O Brasil precisa fazer uma mudança radical aí, e já”, afirma Mozart Neves Ramos, diretor do Instituto Ayrton Senna. “O retrocesso em matemática significa uma queda no preparo dos alunos para o século XXI, em que as matérias de exatas são fundamentais para inserir o estudante no mundo”, reforça Priscila Cruz, diretora da ONG Todos pela Educação.
O ensino médio brasileiro é o menos flexível do mundo. Todos os alunos seguem o mesmíssimo enfadonho roteiro, independentemente de suas aptidões e interesses. O problema começa com a engessada e volumosa grade de matérias: são treze disciplinas obrigatórias, espremidas em um turno de quatro horas de aula. Na prática, já se mediu, contando-se toda a perda de tempo na escola, a jornada de estudos não passa de duas horas e meia, em média, no Brasil. Em alguns países, o aluno tem mais liberdade para escolher as matérias; noutros, pode optar entre tipos de escola diferentes, das mais acadêmicas às mais técnicas.
Os outros dois níveis testados pelo MEC foram o quinto e o nono ano do ensino fundamental. Os mais novos tiveram avanço. Aumentaram 12 pontos a proficiência em língua portuguesa e oito em matemática. Parte do progresso está ligado ao programa Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, que ensina a criança a ler e a escrever até os oito anos. Presidente do Instituto Alfa e Beto, o especialista João Batista Oliveira faz uma ponderação: “Nas séries iniciais fatores externos ao ensino, como melhoria de renda e de escolaridade dos pais, pesam mais. Não é conclusivo, portanto, dizer que houve um avanço no ensino propriamente.” E completa: “Se estivéssemos diante de uma melhora relevante na sala de aula, isso se refletiria também nas outras séries.” De fato, o segundo ciclo do ensino fundamental, antigo ginásio, segue avançando, mas em ritmo lento.
Quanto ao ensino médio, já em 1950 o sistema daqui espantou o prêmio Nobel de Física Richard Feynman (1918-1988), em viagem ao Brasil. Em nenhuma outra parte Feynman vira tanta matéria e tão pouco aprendizado – “um paradoxo fadado ao fracasso”, concluiu. Passou da hora de mudar. A boa notícia é que o atual ministro, Mendonça Filho, trabalha por isso no Congresso, onde tramita um projeto de lei flexibilizando o atual modelo. É preciso vencer a resistência de corporações que preferem deixar tudo como está. Que não seja preciso esperar mais décadas e mais resultados ruins para fazer o que parece óbvio. 

(Fonte: MSN Notícias / Veja)

CURTA!