terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Enéas explica porque deixou de ser socialista

Uma das  figuras mais folclóricas da política nacional é Enéas Carneiro. No vídeo abaixo, o ainda “presidenciável” explica que não é socialista, um tema muito recorrente numa década que ainda se acostumava com a queda do Muro de Berlim.
ASSISTA ABAIXO
 Em dado momento, ele esclarece: “A experiência mostrou que, se o Estado toma conta de tudo, desaparece a competição e, uma vez satisfeitas as necessidades básicas, quer dizer, moradia, habitação, comida, a sociedade entra em letargia e não se desenvolve.”

TSE ouve donos de gráficas investigadas em ação no TSE contra chapa Dilma-Temer

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ouviu nesta segunda-feira, em São Paulo, as testemunhas ligadas às gráficas que teriam prestado serviços à campanha de 2014 da chapa Dilma-Temer à Presidência da República. No final do ano passado, agentes da Polícia Federal cumpriram mandados de busca e apreensão em cerca de 20 endereços de empresas subcontratadas por essas empresas.
Os depoimentos de Rodrigo Zanardo, Rogério Zanardo, Carlos Cortegoso e Jonathan Gomes Bastos começaram a ser colhidos a partir das 10h, na sede da Justiça Eleitoral, no centro de São Paulo.
As gráficas alvo da ação do TSE são Rede Seg Gráfica, VTPB Serviços Gráficos e Focal Confecção e Comunicação. Rodrigo e Rogério são donos da Rede Seg e Cortegoso é dono da Focal. O motorista Jonathan já havia prestado depoimento, mas foi convocado novamente. Não há ninguém da VTPB prestando depoimento.
Relatório da Polícia Federal enviado ao TSE informa que foram encontradas irregularidades em pagamentos realizados pela chapa Dilma-Temer a essas três gráficas na campanha eleitoral de 2014. A investigação afirma que há elementos que permitem concluir que parte dos valores oficialmente apresentados como pagamentos às gráficas “não foi, de fato, direcionada a essa atividade”.
Segundo a PF, parte do dinheiro, declarado como verba de campanha, foi desviado para pessoas físicas e jurídicas “em benefício próprio ou de terceiros”.
A ação no TSE é movida pelo PSDB, que pede para a chapa ser cassada. A ação não tem data para ser julgada. O processo corre em Brasília, mas é em São Paulo que estão sendo ouvidas as testemunhas. O relator do caso, o ministro Herman Benjamin será o primeiro a votar entre os sete ministros do TSE. Para a condenação, são necessários ao menos quatro votos favoráveis.
A defesa da ex-presidente Dilma Rousseff nega as acusações e afirma que todos os serviços contratados durante a campanha foram produzidos e entregues pelas gráficas. A defesa de Michel Temer diz que o então candidato a vice-presidente e o PMDB não foram responsáveis pela contratação das gráficas investigadas no processo.
Flávio Caetano, advogado da ex-presidente Dilma Rousseff, disse que a oitiva é um pedido dele em conjunto com a defesa do PSDB.
— Eles vão explicar como funcionava o fornecimento dos serviços gráficos para a campanha. Prova pericial já foi feita e já demonstrou que serviços foram feitos. Com isso hoje não restará dúvidas — afirmou Caetano ao falar sobre a importância das oitivas desta segunda-feira.
Já Gustavo Bonini Guedes, advogado de Temer, disse que tanto o PMDB quanto o presidente desconhecem quem são as gráficas.
O PSDB, que protocolou a ação após a eleição de 2014, diz ter havido abuso de poder político e econômico na disputa.
A principal acusação é de que a campanha foi abastecida com dinheiro de propina desviado da Petrobras, suspeita negada pelas defesas de Dilma e Temer.

(Fonte: Agência O Globo)

Sem Brasileirão, estádios da Copa vão ser ainda mais elefantes brancos

Já não era lá tão complicado de prever que alguns estádios construídos para a Copa do Mundo de 2014 virariam verdadeiros ‘elefantes brancos' após o torneio. Dois anos e meio depois, isso de fato aconteceu. E agora a perspectiva é piorar ainda mais.
Isso porque os próprios clubes chegaram a um acordo em congresso na CBF e proibiram na última segunda-feira que se venda o mando de campo no Campeonato Brasileiro. A medida, claro, visa melhorar o nível técnico da competição, impedindo que algum time se beneficie de um ‘campo neutro'.
Por outro lado, porém, tira a maior fonte de público e de renda dos estádios mais afastados da Copa.
Três deles em especial, sem nenhum time na Série A e nem na Série B: Arena Pantanal (Cuiabá), Arena Amazônia (Manaus) e Mané Garrincha (Brasília).
Segundo levantamento do ESPN.com.br, esses estádios receberam juntos 219 jogos depois da Copa do Mundo de 2014, sendo 25 deles pelo Brasileirão.
Pode até não parecer muito, mas o campeonato nacional foi o responsável pelos maiores públicos nas três arenas.
No Mato Grosso, os times do estado até jogam mais na Arena Pantanal, principalmente o Cuiabá (Série C) e o Operário (Série D). As arquibancadas, porém, só enchem quando grandes clubes nacionais vão jogar por lá.
Quatro dos cinco maiores públicos pós-Copa são do Brasileiro. O maior é de setembro de 2014, em uma vitória do Goiás sobre o Flamengo (38.405).
Amazonas é o estado com menos jogos desde o Mundial. Foram apenas 55 jogos (incluindo o Torneio de Manaus feminino, colocado lá justamente para manter o estádio na ativa).
Foram só três do Brasileirão. O clássico entre Botafogo e Flamengo, em outubro de 2014, porém, representa o segundo maior público da Arena Amazônia (39.561). Só Vasco x Fla, semi do Carioca de 2016, superou o número de ingressos vendidos (44.419).
Já Brasília foi a cidade que mais recebeu o Brasileirão. Foram 15 jogos, de um total de 65 que o Mané Garrincha foi sede desde o fim da Copa. E, tirando a Olimpíada, o campeonato nacional é responsável por quatro dos cinco maiores públicos. O maior deles foi na derrota do Flamengo contra o Coritiba em setembro de 2015 (67.011), só superado pelo empate entre Brasil e África do Sul nos Jogos Olímpicos (69.389).
E a conta ainda pode incluir a Arena das Dunas. Natal conta com o ABC na Série B e com o América-RN (agora na Série D) jogando com frequência por lá. Até por isso, só 2 dos 88 jogos disputados por lá desde a Copa foram do Brasileirão.
Porém, a vitória do Fluminense para cima do Flamengo no ano passado representa o quinto maior público e a segunda maior renda do estádio - R$ 2.214.850,00 -, superada apenas pelo duelo da seleção brasileira contra a Bolívia pelas eliminatórias sul-americanas.

(Fonte: ESPN)

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

"É possível um cristão ser de esquerda? " por Luiz Felipe Pondé

"É possível um cristão ser de esquerda? " Confira o comentário de Luiz Felipe de Cerqueira e Silva Pondé (Recife, 1959), sobre o tema. 
ASSISTA ABAIXO


Pondé é professor, filósofo e escritor brasileiro, doutor em filosofia pela Universidade de Paris e pela FFLCH da USP, pós-doutor pela Universidade de Tel Aviv. Atualmente, é Vice-Diretor e Coordenador de Curso da Faculdade de Comunicação da FAAP; professor de Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e de Filosofia na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP).

Ponte de estrelas une duas galáxias na órbita da Via Láctea

As duas nuvens de Magalhães, pequenas galáxias que estão na órbita da Via Láctea, se chocaram há 200 milhões de anos – e estão de mãos dadas desde então

Se você acha os censos demográficos da Terra meio tediosos – desculpa, IBGE –, você talvez goste mais dos que são feitos no céu. Um observatório espacial europeu chamado Gaia está desde 2013 no vácuo fazendo um catálogo com a posição e o brilho de mais de um bilhão de estrelas da Via Láctea e de suas redondezas – um Google Maps tridimensional da nossa vizinhança cósmica.
A resolução do telescópio, projetado pela Agência Espacial Europeia (ESA) e lançado em 2013, é semelhante à do Hubble, seu irmão mais velho. Mas sua abrangência é muito maior: ele é capaz de varrer todo o céu em só um mês, e ao final do ciclo voltar do início. O resultado é um registro preciso de como cada estrela evoluiu no céu ao longo do tempo – dá para saber quais astros estão pulsando e até quais explodiram. Um verdadeiro paraíso da informação para os astrônomos: mais ou menos como a sensação de dirigir com o aplicativo Waze depois de alguns meses usando um mapa de lista telefônica.
Com esses dados em mãos, um grupo de pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, decidiu entender melhor a história das galáxias anãs que estão na órbita da Via Láctea usando estrelas chamadas RR Lyrae. Elas são antigas e brilham pouco, e por causa disso são muito estáveis: pulsam a taxas conhecidas e previsíveis. Assim, servem de ponto de referência para entender o que mudou ao redor delas.
A descoberta mais notável do grupo, até agora, é uma ponte de estrelas de 43 mil anos-luz ligando as duas acompanhantes mais famosas da Via Láctea: a Grande Nuvem de Magalhães (LMC), de 14 mil anos-luz de diâmetro, e sua irmã menor, a Pequena Nuvem de Magalhães (SMC), com exatamente metade do tamanho. Apesar da aparência idílica, ela é o resultado de uma colisão muito, muito grande. “Nós comparamos o formato e a posição da ponte a simulações das duas nuvens de Magalhães conforme elas se aproximam da nossa galáxia”, explicaram os pesquisadores. “Muitas estrelas da ponte parecem ter sido arrancadas da SMC há 200 milhões de anos, quando as duas galáxias-anãs passaram muito perto uma da outra.”
Outras podem ter sido arrancadas da LMC pela própria interação gravitacional com a Via Láctea, que é muito maior. A ponte, no fim, acaba servindo como uma espécie de rastro, uma trilha de pedrinhas deixada pelas galáxias-satélite conforme elas cortam o céu. Um registro muito útil considerando que elas se movem devagar demais para a percepção humana, e que pode ajudar os astrônomos a entender como funciona o jogo de forças entre objetos tão grandes quanto aglomerados de bilhões de estrelas – a Pequena Nuvem de Magalhães, sozinha, tem massa equivalente a 7 bilhões de sóis.

(Fonte: Superinteressante)

PT defende apoio a tucano na Assembleia

Pelo acordo, PSDB fica com a presidência e petistas com a 1ª Secretaria, que detém 57 cargos

A maioria da bancada do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) defende apoio à eleição do tucano Cauê Macris na eleição para a presidência da Casa, marcada para o dia 15 de março. Pelo acordo, o partido, dono da segunda maior bancada, atrás do PSDB, manteria a 1.ª Secretaria, posto que ocupa ininterruptamente desde 2002, e os 57 cargos comissionados vinculados à vaga.
Três dos 16 deputados estaduais petistas, porém, querem levar a decisão para o Diretório Estadual da legenda. Assim, esperam ganhar tempo para mobilizar a militância contra o apoio a Macris. “Cauê e o pai dele (o deputado federal tucano Vanderlei Macris) são conhecidos pela militância antipetista”, disse o deputado José Américo Dias, que integra o grupo dissidente petista, ao lado de Carlos Neder e João Paulo Rillo.
Aos 33 anos, Macris é um dos maiores adversários do PT no Estado. Em setembro do ano passado, o deputado publicou artigo no jornal Folha de S. Paulo, no qual diz que o “PT e seus associados”, entre eles, a União Nacional dos Estudantes (UNE), a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), “agem como um bandido que, ao furtar a carteira de alguém, grita ‘pega ladrão’”.
Proporcionalidade. O líder do PT na Assembleia Legislativa, José Zico Prado, disse que a decisão da bancada ainda não foi tomada, mas confirmou que a maioria defende o apoio ao tucano. “Ainda não tem uma posição, mas a maioria defende a proporcionalidade garantida nas urnas”, afirmou.
Proporcionalidade é o critério pelo qual são escolhidos os cargos na Mesa Diretora da Alesp. Graças a isso, o PT tem mantido a 1.ª Secretaria, posto mais importante depois da presidência.
A 1.ª Secretaria tem, atualmente, 57 pessoas ocupando cargos de comissão. O líder do PT, no entanto, nega que o objetivo da aliança seja a obtenção de empregos.
“Estamos discutindo a participação em comissões e outros postos que nos permitam fazer oposição ao governo Alckmin.” Os “rebeldes” da bancada petista contestam o argumento. “O PT só tem este aparato porque faz oposição conciliadora”, afirmou o deputado Rillo.
'Bloquinho'. O PT tem duas alternativas ao apoio pelo tucano. A primeira é a construção de um bloco de esquerda, junto com PDT e PSOL, sem chance de vitória. A outra é apoiar um nome do “bloquinho”, formado por PSB, PV, PPS, PR, PSC, PTN, PSL, PP e PEN, que avalia lançar como candidato o deputado Carlos César (PSB).
“O ‘bloquinho’ tem até 29 votos. Com os 16 do PT, poderia haver um ‘efeito manada’, já que o nome de (Cauê) Macris não é bem-visto. Ele é muito dependente do Alckmin. Se o governador já não atende os deputados, imagine com um presidente sem autonomia”, disse José Américo.
Deputados tucanos dão como certa a manutenção do acordo histórico entre DEM, PSDB e PT. A aliança, porém, desagrada à parte da bancada. “Eu não faria um acordo com o PT, mas essa é opção do candidato. Precisamos mudar a história da Assembleia. Esse acordo tem de acabar”, disse o deputado Carlos Pignatari, líder do PSDB na Assembleia.

(Fonte: Estadão)

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Cientistas estão perto de ressuscitar os mamutes

O mamute-lanoso (Mammuthus primigenius), uma das últimas populações da espécie que habitou a terra, pode ser trazido de volta da extinção dentro de dois anos, disse o cientista George Church, professor de genética da Escola de Medicina de Harvard e um dos pais do Projeto Genoma Humano.
Os pesquisadores estão muito perto de criar um embrião híbrido de elefante e mamute-lanoso, espécie que foi extinta há cerca de 5.600 anos, segundo estudo publicado na revista científica PNAS.
Para trazer os animais de volta à vida, os cientistas estão usando uma técnica chamada CRISPR, um novo método de edição genética que permite "cortar e colar" cadeias de DNA. O material genético dos animais foi extraído de carcaças congeladas.
Os cientistas pretendem manipular as células da pele do elefante para produzir o embrião, ou embriões múltiplos, usando técnicas de clonagem.
Os núcleos das células reprogramadas seriam colocados em célula-ovo de elefante cujo próprio material genético foi removido. Depois seriam artificialmente estimulados para se desenvolverem em embriões.
Os pesquisadores pretendem criar um embrião com as características do mamute --pelos longos, grossas camadas de gordura e sangue adequado para vida em condições de frio extremo. Posteriormente o embrião seria inserido em um útero artificial para ser gestado.
Testes de laboratório já mostraram que as células funcionam normalmente na combinação de DNA do mamute e do elefante asiático.
O anúncio foi realizado durante o encontro mundial de cientistas da Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS), em Boston. Segundo Church, o animal seria uma espécie de elefante com traços físicos de um mamute.
Em 2013, o pesquisador declarou que é possível usar essa técnica para criar humanos resistentes a vírus e até recriar os ancestrais do homem moderno, os neandertais. O cientista afirmou que já possuía DNA suficiente de fósseis para reconstruir o DNA de espécies humanas extintas. O que faltava era apenas "uma mulher corajosa".
Para os cientistas, o projeto pode ajudar a preservar a população de elefantes ameaçados de extinção e ajudaria a combater o aquecimento global.
A reintrodução de mamutes em partes congeladas do planeta poderia impedir que o solo descongelasse, uma vez que a neve sofreria perfurações, permitindo a entrada de ar frio. No verão, a presença dos animais poderia ajudar a grama a florescer.
De acordo com os cientistas, a reintrodução de mamutes na Sibéria poderia fazer com que as temperaturas locais caíssem até 20ºC.

(Fonte: Uol Notícias)

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Equipe de geólogos afirma ter descoberto um oitavo continente

G1 noticiou hoje, 18 de fevereiro, que equipe de geólogos afirma ter descoberto um oitavo continente.
Confira ABAIXO

Trecho da 1ª Sessão ordinária da Câmara Municipal de Amargosa. Confira 🎥 Edição Conexão Outro Olhar

Trecho da 1ª Sessão ordinária da Câmara Municipal de Amargosa.
Confira 🎥 Edição Conexão Outro Olhar
ASSISTA ABAIXO

Fauzy, doTribo de Jah, fez duras criticas a Lei Rouanet em tempos de governo do PT

Em entrevista, o vocalista da Tribo de Jah é taxativo em falar que existe uma máfia no Ministério da Cultura, que privilegia os grandes produtores e seus artistas de renome, como: Luan Santana, Ivete Sangalo, Claudia Leitte e Maria Betânia. a entrevista foi concedida em setembro de 2016.
ASSISTA ABAIXO

Delator detalha ‘esquema’ do PMDB da Câmara

BRASÍLIA - Braço direito do corretor Lúcio Bolonha Funaro, o empresário Alexandre Margotto detalhou em seu acordo de delação premiada como o grupo político do PMDB da Câmara, liderado por Eduardo Cunha e Geddel Vieira Lima, atuava na liberação de valores para grandes empresas junto a órgãos públicos, em especial a Caixa. O acordo foi tornado público pelo juiz Vallisney de Souza, da 10.ª Vara Federal do Distrito Federal.
Como revelou o Estado na edição desta sexta-feira, 17, nos depoimentos prestados à Procuradoria da República no DF, Margotto disse que a Vice-Presidência de Pessoa Jurídica da Caixa, comandada pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) de 2011 a 2013, era mais rentável para Funaro que a Vice-Presidência de Fundos de Governo e Loterias, a cargo de Fábio Cleto – que delatou desvios em operações bilionárias do banco público.
Ele também afirmou que o corretor ganhou uma casa como forma de receber um dívida de propina devida pela holding J&F. Ao Estado, Joesley alegou que vendeu o bem ao corretor. No primeiro anexo, o colaborador explicou a origem do seu relacionamento com Funaro, Fábio Cleto e outros investigados pela força-tarefa de procuradores que unificou as investigações das operações Sépsis, Greenfield e Cui Bonno. Ele contou que foi ele quem apresentou Cleto a Funaro.
Nos depoimentos relacionados aos anexos 2, 3 e 4, o empresário detalhou a utilização de suas empresas e as de Funaro no recebimento de valores oriundos de negociações junto aos órgãos públicos. No anexo 5, ele explicou como funcionava o “esquema geral” do grupo, desde o relacionamento com as empresas até a liberação dos investimentos do FI-FGTS e de carteiras administradas pelo fundo. Nesse tópico, ele apontou as ilicitudes envolvendo o investimento do FGTS no empreendimento do Porto Maravilha, sob comando das empreiteiras Carioca Engenharia, Odebrecht e OAS. Margotto confirmou que Cunha e Cleto receberam propina para liberar o aporte do empreendimento.
J&F. Segundo Margotto, o empresário Joesley Batista, presidente da holding que controla empresas como a JBS, Vigor e Alpargatas, era habitualmente visto no escritório de Lúcio Funaro. O delator afirmou que Batista sabia que Funaro repassava valores recebidos dele para políticos em troca da liberação dos empréstimos e aportes.
Em nota, a J&F informou que “reitera que suas relações comerciais com Lúcio Funaro são lícitas, legais e devidamente documentadas.” Sobre os assuntos que estão sob investigação, a empresa esclareceu que está à disposição do MPF e da Justiça caso haja algo a acrescentar. “A J&F esclarece ainda que nenhum de seus executivos citados tiveram ou têm qualquer relação com Alexandre Margotto”.
O Estado não conseguiu contato com a defesa de Geddel e de Funaro. A defesa de Cunha não respondeu aos contatos da reportagem.

(Fonte: Estadão)

Nova Copa do Nordeste deve enfraquecer estaduais e diminuir poder das federações

A decisão da Liga do Nordeste em diminuir o número de times na fase de grupos do Nordestão já em 2018, bem como mudar os critérios de classificação para a competição no ano seguinte, trará mudanças sensíveis nas relações entre clubes e federações da região. As alterações no torneio fortalecem ainda mais as grandes equipes, mas deixam outros interessados no torneio em situação de alerta.
A partir de 2019, apenas nove dos 16 participantes serão indicados pelos estaduais. Os outros sete serão conhecidos pelo ranking da CBF: um da Bahia, um de Pernambuco, um do Ceará e outros quatro que sairão de um mata-mata formado por oito clubes. Com isso, é praticamente impossível equipes como Bahia, Vitória, Sport, Náutico, Santa Cruz, Ceará e Fortaleza ficarem de fora da Copa do Nordeste. Em Pernambuco, por exemplo, um clube do interior só participará da competição regional se for campeão estadual - algo que nunca aconteceu. Foi uma espécie de "mecanismo de proteção" encontrado pelos clubes mais tradicionais da região para fortalecer o nível técnico do Nordestão e, consequentemente, mantê-los em praticamente todas as edições do torneio.
A mudança afeta diretamente os estaduais, já que os principais clubes podem abrir mão da disputa de competições que dão prejuízo todo ano, e os times menores terão poucas pretensões dentro do torneio, limitando-se "apenas" a Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro. O principal argumento do Bahia, um dos clubes que são favoráveis às alterações, é de que o Campeonato Baiano é importante apenas para chegar à Copa do Nordeste. Não será mais. Mesmo que os estaduais comecem em datas diferentes do Nordestão, não terão mais o mesmo peso que atualmente possuem - e abrem espaço para que o times mais fortes entrem em campo com equipes reservas ou sub-20.
Os laços com as federações, por consequência, se desatarão. O poder das entidades que comandam o futebol em seus estados diminuirá absurdamente, o que tornará o caminho livre para a independência da Liga do Nordeste.
A decisão é polêmica, pois reduz as chances dos times menores disputarem o Nordestão. No entanto, pode ser o ponto de partida de independência dos grandes clubes, que têm a chance de conduzir seus próprios rumos e, em longo prazo, transformar a competição num grande campeonato.
Curiosidade: Se os critérios de classificação que serão adotados a partir de 2019 já valessem para esta temporada, apenas CSA-AL, Altos-PI e Juazeirense-BA não disputariam a competição. Eles seriam substituídos por ASA-AL, Parnahyba-PI e Vitória da Conquista-BA, que possuem posições mais privilegiadas no ranking da CBF. Os outros 17 clubes seriam os mesmos, mostrando que há pouca rotatividade entre os participantes da Copa do Nordeste.

(Fonte: ESPN)

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Nova caverna revela segredos sobre Manuscritos do Mar Morto

Nos anos 40, a descoberta de 11 grutas revelou as cópias mais antigas da Bíblia da História. Agora, pesquisadores encontraram a Caverna n. 12

Na década de 1940, foram encontradas 11 cavernas na Cisjordânia que são consideradas uma das maiores descobertas arqueológicas do século 20. Isso porque, dentro delas, estavam pergaminhos que continham os trechos mais antigos já vistos da Bíblia, contemporâneos da época em que Jesus viveu. Agora, arqueólogos acreditam que encontraram uma 12ª caverna.
Os Manuscritos do Mar Morto são documentos religiosos escritos por uma seita judaica, os essênios. Eles viviam perto desse mar extremamente salgado e tinham um templo e uma rotina rígida que lembrava a dos monastérios. A comunidade foi destruída pelos romanos, mas os essênios tiveram tempo de pegar suas cópias das escrituras, colocá-las em jarros e escondê-las nas cavernas. Foi só em 1947 que a primeira caverna foi encontrada, por acidente, por pastores beduínos.
Na mesma região, chamada de Qumran, uma nova escavação agora revelou mais uma caverna, descoberta exatamente 70 anos depois da primeira. O diretor da escavação, Oren Gutfeld, da Universidade Hebraica, tem certeza de que esta caverna faz parte do mesmo grupo das 11 do Mar Morto e que ela também foi utilizada pelos essênios.
A gruta estava cheia de jarros e tampas feitos especialmente para guardar escritos. O problema é que os jarros estavam todos quebrados e seu conteúdo, removido. Por enquanto, os pesquisadores só encontraram um único pedaço de pergaminho que, à primeira vista, parece estar em branco.
Os pesquisadores encontraram também cabeças de machado bem mais modernas, de 1950, bem na época que as primeiras cavernas estavam sendo escavadas. Essa descoberta seria a comprovação de uma teoria antiga: de que nômades beduínos saquearam o sítio arqueológico na época das primeiras escavações e levaram os textos.
Foi mais ou menos assim, inclusive, que os primeiros manuscritos chegaram ao conhecimento da ciência: os beduínos que encontraram a primeira caverna venderam os textos sem saber de seu valor. Os papéis não receberam atenção da comunidade religiosa até pararem nas mãos de um bispo cristão.
A gruta recém-descoberta não é a única Caverna do Mar Morto a não conter pergaminhos. Foi o caso da chamada Caverna 8, que também foi encontrada com jarros quebrados e sem papéis. Foi nessa escavação que surgiram as primeiras hipóteses de que os textos teriam sido roubados.
Na candidata à Caverna 12, foram encontradas, além dos jarros e tampas, pedaços de tecido e couro usados para embalar e prender os rolos de pergaminho. Mas não foi só material dos essênios que os arqueólogos encontraram: cerâmicas, lâminas de pedra e pontas de flecha indicam que a caverna começou a ser usada por humanos muito tempo antes, durante a Idade do Cobre e no Neolítico.
O fragmento de pergaminho e seu respectivo jarro estão sendo investigados para descobrir se contêm alguma inscrição que foi perdida com o tempo. Para os pesquisadores, porém, o mais importante é que a descoberta de uma nova caverna pode indicar que os selênios deixaram ainda mais segredos espalhados por aí – trazendo a esperança de que a arqueologia pode revelar ainda mais manuscritos inéditos.

(Fonte: Superinteressante)

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Roberto Jefferson debocha de Ciro-Lula e diz que Bolsonaro e Dória podem derrubar Nova Ordem

Na sexta-feira (10), o "Mariana Godoy Entrevista" recebeu o ex-deputado Roberto Jefferson. O político deflagrou o escândalo do mensalão, e foi condenado a sete anos de prisão pelo STF por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele recebeu o perdão da pena e reassumiu a presidência do PTB, mesmo partido que vendeu apoio ao PT no escândalo do mensalão. Roberto Jefferson debocha de Ciro-Lula e diz que Bolsonaro e Dória podem derrubar Nova Ordem.
 Assista trecho ABAIXO

Lula lidera em todos os cenários, diz pesquisa

Colunistas do site Valor Econômico em análise da última pesquisa de intenção de voto para presidente afirmam; 'Em meio à queda da aprovação do governo Michel Temer, com avaliação positiva de apenas 10,3% da população, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, réu em cinco processos relacionados à corrupção, aumentou suas intenções de voto e lidera em todos os cenários a disputa pela Presidência em 2018, no primeiro e segundo turnos, segundo pesquisa divulgada na manhã de ontem pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), em parceria com o instituto MDA.
O levantamento indica também o crescimento de uma possível candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), e a queda das intenções de voto da ex-senadora Marina Silva (Rede) e dos presidenciáveis tucanos: o senador Aécio Neves (MG), que preside nacionalmente a sigla, e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.
Em cenário para o primeiro turno com a presença do ex-ministro Ciro Gomes (PDT) e do presidente Michel Temer (PMDB), Lula tem 30,5%, mais do que os 24,8% registrados na pesquisa anterior, de outubro. Marina tem 11,8% ante 13,3% que tinha há quatro meses. Marina está empatada com Bolsonaro, que ficou com 11,3% e cresceu em relação a outubro, quando tinha 6,5%. Aécio tem 10,1%, ante 15,7% da pesquisa anterior. Ciro tem 5% e no levantamento passado, 7,4%. Temer registrou 3,7%, também uma queda em relação aos 6,2% registrados em outubro. Nesse cenário, a pesquisa CNT/MDA detalhou o perfil dos eleitores de pré-candidatos à Presidência em 2018. Lula tem maior intenção de voto entre os menos escolarizados...'




AMARGOSA:'Doador de campanha de Júlio Pinheiro é multado pelo TCE, irmão é chefe de tributos de Amargosa', afirma vereadora Viviane Santana


O plenário do Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE-BA) reprovou por unanimidade, nesta terça-feira (14), as finanças da Diretoria Geral da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) referentes ao ano de 2010. A Diretoria Geral estava sob gerencia de Amauri Teixeira, ex- deputado federal pelo PT. 

A repercussão deste fato chegou forte ao município de Amargosa. Em sua pagina oficial no facebook, a vereadora de Amargosa, Viviane Santana destacou que um dos gestores que foi condenado a pagar multa pelas "graves  irregularidades" é membro do PT de Amargosa, e doador de campanha do atual prefeito Júlio Pinheiro do PT.
 A vereadora Viviane Santana (PSDB) é membra da atual Bancada de Oposição da Câmara Municipal de Amargosa. Bancada composta também pelos edis Luis Antônio (PSB), Vera Lúcia (PSC) e Odaque Maia (PPS) e Val Cintra (DEM)

Leia abaixo na íntegra a nota da vereadora Viviane Santana



Doador de campanha de Júlio Pinheiro é multado pelo TCE, irmão é chefe de tributos de Amargosa


Nesta terça-feira (14), o plenário do Tribunal de Contas do Estado da 
Bahia (TCE-BA) reprovou por unanimidade as finanças da Diretoria
Geral da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) referentes 
ao ano de 2010.

A reprovação aconteceu “em razão de várias e graves irregularidades 
detectadas pelos auditores”. Além disso, serão aplicadas multas de 
R$ 3 mil aos gestores Amauri Santos Teixeira e Maria Yuri Travassos 
Ichihara, já Vinicius Moura Lomanto, irmão de Caio Lomanto
chefe de tributos da gestão de Júlio Pinheiro, recebeu multa de 
R$ 1,5 mil. Vinicius Moura Lomanto que inclusive já foi doador de 
campanha do atual prefeito de Amargosa é filho do petista Raul
 Lomanto. 

O conselheiro Gildásio Penedo Filho, relator do processo, citou o
pagamento de despesas sem cobertura contratual e dispensas 
emergenciais de licitação entre as irregularidades que levaram os
auditores do TCE à desaprovação.

Foi levado também em consideração o crescimento excessivo do 
item “Despesas de Exercícios Anteriores” também foi levado em 

consideração.

Com informações do Bocão News, TCE e TSE
---------------------------------------------------------------------------

Em carta ao 'NY Times', profissionais de saúde mental demonstram preocupação com instabilidade de Donald Trump

Uma carta assinada por um grupo de profissionais de saúde mental, publicada nesta terça (14) pelo jornal “The New York Times”, alerta sobre uma preocupação com o comportamento exibido pelo presidente dos EUA, Donald Trump.
Segundo o texto, “a grave instabilidade emocional indicada pelo discurso e pelas ações do senhor Trump o tornam incapaz de servir de forma segura como presidente”.
Enviada ao jornal por Lance Dodes, professor assistente aposentado de psiquiatria na Faculdade de Medicina de Harvard, e por Joseph Schachter, ex-presidente do Comitê de Propostas de Pesquisa da Associação Psicanalítica Internacional, a carta é subscrita por outros 33 psiquiatras, psicólogos e assistentes sociais.
Segundo os autores, a preocupação citada é atribuída a um texto de Charles M. Blow publicado pelo jornal no dia 9 de fevereiro (leia aqui, em inglês).
O texto diz o seguinte:
“Charles M. Blow descreve a constante necessidade de Donald Trump de “moer a oposição sob seus pés”. Como profissionais de saúde mental, compartilhamos a preocupação do senhor Blow.
O silêncio das organizações de saúde mental do país se deve a uma resolução auto-imposta sobre avaliar figuras públicas (a Regra Goldwater da Associação Americana de Psiquiatria, de 1973). Mas esse silêncio resultou em uma falha em ceder nossa experiência a preocupados jornalistas e membros do Congresso neste momento crítico. Tememos que exista muito em risco para continuarmos em silêncio.
O discurso e as ações do senhor Trump demonstram uma inabilidade de tolerar visões diferentes das suas, levando a reações de raiva. Suas palavras e comportamento sugerem uma profunda inabilidade em desenvolver empatia. Indivíduos com esses traços distorcem a realidade para atender seu estado psicológico, atacando fatos e aqueles que os transmitem (jornalistas, cientistas).
Em um líder poderoso, esses ataques estão sujeitos a aumentar, à medida que seu mito pessoal de grandeza parece ser confirmado. Acreditamos que a grave instabilidade emocional indicada pelo discurso e pelas ações do senhor Trump o tornam incapaz de servir de forma segura como presidente”.
Fonte: G1

Eis o motivo por que você perde tanto tempo no Facebook

Pesquisadores descobriram que sentimos um verdadeiro ‘lapso temporal’ quando entramos nas redes sociais

Você abre o Facebook só para dar uma espiadinha e, quando se dá conta, está ali há horas. Como isso aconteceu? Psicólogos da Universidade de Kent, no Reino Unido, fizeram uma pesquisa e descobriram que, quando pessoas navegam na internet ou usam a rede social, elas têm uma “percepção prejudicada do tempo”. E mais: a criação de Mark Zuckerberg é quem mais causa isso.
No estudo, intitulado de Internet and Facebook Related Images Affect the Perception of Time, cientistas tentaram entender como a “atenção” e a “excitação”, sentimentos que permanecem em primeiro plano durante os períodos em que estamos conectados, influenciam a nossa percepção das horas.
A conclusão foi que o Facebook faz com que as pessoas percam a noção do tempo – muito mais do que o resto da internet. Mas ambos são capazes de distorcer o tempo.
Para chegar a esse resultado, os pesquisadores monitoraram 44 pessoas. Elas foram expostas a 20 imagens: cinco fotos eram associadas ao Facebook (como imagens do dia a dia de alguém, de casamentos, de viagens etc), outras cinco eram de coisas genéricas da internet (como sites de interesse específico) e as demais eram neutras. Os participantes tinham que autoavaliar o tempo que passaram olhando para cada uma das fotos.
A pesquisa mostrou que as pessoas subestimaram o tempo em que ficaram olhando para as imagens do Facebook – ou seja, elas acreditavam que o momento tinha sido breve, mas não foi. Isso significa que as imagens que retratam as relações sociais causam excitação e, consequentemente, prendem mais a nossa atenção. Isso também explica por que perdemos tanto tempo olhando para a telinha azul – nosso cérebro simplesmente não consegue medir a passagem do tempo quando estamos nas redes sociais.
O próximo passo, segundo os pesquisadores, é estudar como essa percepção do tempo acaba criando um comportamento viciante. Será que vai rolar uma desintoxicação para quem é “Facebook addicted”?

(Fonte: Superinteressante)

Justiça baiana derruba pensão vitalícia para ex-governadores

A Justiça da Bahia determinou a suspensão dos efeitos da Proposta de Emenda à Constituição estadual (PEC) que concede pensão especial vitalícia aos ex-governadores baianos. A decisão tem caráter liminar e foi publicada nesta quarta-feira (15) no Diário da Justiça, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).
O pagamento consta na Constituição do Estado da Bahia e a decisão do juiz considera o ato como “lesivo” ao patrimônio do estado. A decisão publicada define o benefício como inconstitucional e, por isso, pede a anulação dos pagamentos vitalícios. Além disso, pede a extinção do referido artigo da Constituição baiana, por “configurar atentado aos princípios da igualdade, moralidade, impessoalidade, simetria, dentre outros”.
Em caráter de urgência, o juiz responsável pela decisão pede o afastamento da aplicação do benefício e cita os ex-governadores João Durval Carneiro, Paulo Souto e Jaques Wagner, como beneficiados pela pensão. O cumprimento das determinações deve ser feito num prazo de até 15 dias a partir de hoje, sob pena de “cometimento de crime de desobediência e multa pessoal diária ao servidor responsável pela exclusão da folha de pagamento”.
A decisão ainda delega ao Estado da Bahia, por meio da Procuradoria Geral do Estado (PGE) que elabore uma planilha, na qual estejam discriminados todos os valores pagos a cada um dos ex-governadores, pensionistas e demais pessoas beneficiadas pelo artigo em questão. Em nota, a PGE informou que “irá analisar o inteiro teor da decisão para, só então, adotar as medidas judiciais cabíveis”.

Ação popular
A medida, de caráter liminar, é fruto de uma ação popular movida por Fábio da Silva Brito, secretário-geral da Associação de Policiais e Bombeiros e de Seus Familiares do Estado da Bahia. Na decisão, o juiz responsável lembra que, para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o artigo “fere o preceito constitucional” da Constituição da República, de 1988.
A PEC estadual 141/14 foi aprovada em novembro de 2014, na Assembleia Legislativa da Bahia, por unanimidade. A proposta, de autoria do então deputado estadual Adolfo Menezes (PSD) foi sancionada, no mesmo dia da aprovação, pelo então governador da Bahia, Jaques Wagner, um dos beneficiários da pensão.
Até então, os ex-governadores citados recebem pensão de R$ 20 mil e, em caso de morte, o valor pode ser transferido para as respectivas viúvas.

(Fonte: Agência Brasil)

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Usain Bolt e Simone Biles recebem o Laureus de atletas do ano

O prêmio para equipe do ano foi para o Chicago Cubs

O atleta jamaicano Usain Bolt, tricampeão olímpico nos Jogos Olímpicos Rio2016, venceu o Prêmio Laureus para atleta masculino do ano. Ele deixou pra trás Stephen Curry (EUA), Mo Farah (GBR), LeBron James (EUA), Andy Murray (GBR) e Cristiano Ronaldo (POR).
Bolt, de 30 anos, venceu no Rio de Janeiro as finais de 100, 200 e 4x100 metros e disse no final de 2016 que pretende se aposentar depois dos mundiais de 2017, que acontecem em agosto em Londres.
O jamaicano recebeu o prêmio das mãos do norte-americano Michael Johnson, também ele campeão olímpico dos 200 metros. Na natação, Phelps é o recordista de ouro em olimpíadas com 23 medalhas.
O prêmio para equipe do ano foi para o Chicago Cubs, que venceu a World Series de Beisebol depois de um jejum de 108 anos.
A estatueta foi recebida pelo dono do clube, Tom Ricketts, pela mão do antigo atleta e campeão olímpico Edwin Moses.
A premiação ocorreu no Sporting Club Monte Carlo, em Mônaco. A cerimônia consagrou também a ginasta norte-americana e tetracampeã olímpica Simone Biles como atleta feminina do ano. Michael Phelps recebeu o troféu de retorno do ano e Rachel Atherton como atleta de ação do ano.
O campeão do mundo de Fórmula 1, o alemão Nico Rosberg, conquistou o prêmio revelação, enquanto a equipe de futebol do Leicester conquistou um prêmio especial, de espírito esportivo.
A comitiva de dez atletas refugiados nos Jogos Olímpicos Rio-2016 foi consagrada como inspiração esportiva, enquanto a campeã italiana Beatrice Vio conquistou o de atleta paraolímpica. O momento do ano foi para a equipe de futebol sub-12 do Barcelona, que consolou os rivais japoneses após uma vitória, e ao projeto Waves for Change, pela utilização do esporte para fins sociais.

(Fonte: Notícias ao Minuto / Agência Lusa)

Nietzsche ensina como lidar com o excesso de informações

Se vivesse hoje, o filósofo não seria do tipo que fica com 10 janelas do navegador abertas

Até os anos 1950, o filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900) despertava pouco interesse nos departamentos de filosofia nas universidades. Porém, mais recentemente, tornou-se um pensador popular não somente entre pesquisadores, mas também entre o público geral. Nas livrarias, há mais títulos com seu nome do que de qualquer outro grande filósofo. Parte disso se deve ao fato de que Nietzsche escrevia muito bem. Ele ficou famoso por seus textos curtos, que iam de uma frase a algumas poucas páginas. Além do mais, o autor tinha coisas interessantes a dizer sobre praticamente qualquer assunto.
Seus livros costumam fazer referências a vários autores de sua época, de diversas áreas — inclusive compositores musicais. À primeira vista, Nietzsche parece valorizar o excesso de informação. Mas não se engane: se vivesse hoje, dificilmente o filósofo seria do tipo que fica com 10 janelas do navegador de internet abertas ao mesmo tempo ou vê alguma vantagem nessa história de multitask. "Para ele, conhecimento vasto não tem nada a ver com dados aleatórios reunidos sem critério, como fazemos hoje em dia ao navegar pela web”, afirma Douglas Burnham, professor de filosofia da Universidade de Staffordshire, no Reino Unido.
Para Nietzsche, as pessoas precisam conhecer um pouco de música, literatura, artes. Mas não podem perder tempo demais soterradas em detalhes sobre cada tema. “A maior parte do dia deve ser dedicada a conhecer a fundo um determinado assunto. E isso não significa passar o dia inteiro lendo sobre ele”, afirma Burnham. Se você se interessa por engenharia, por exemplo, saia à rua, compare construções, procure pessoas que entendem mais do que você sobre o assunto. Em outras palavras: se Nietzsche estivesse vivo hoje, certamente diria: use o Google, mas com parcimônia.

(Fonte: Revista Galileu)

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

AMARGOSA: RATEIO DO FUNDEB gera divergência entre Prefeito e ex-Dirigente Sindical


RATEIO DO FUNDEB gera impasse, a divergência é entre o prefeito de Amargosa, Júlio Pinheiro e a professora, ex-dirigente da APLB Amargosa, Mariângela Araujo.
ASSISTA ABAIXO, EDIÇÃO CONEXÃO OUTRO OLHAR AMARGOSA
Em entrevista na câmara de vereadores na última QUINTA- FEIRA (9), prefeito Júlio Pinheiro relatou que ainda não tem acesso a informações oficiais sobre a possibilidade de pagar o RATEIO DO FUNDEB para a categoria. O prefeito divergiu das afirmações feitas pela professora Mariângela na quarta feira dia 8, onde a professora destacou que o recurso foi empenhado ainda na gestão Karina, para o repasse a todos profissionais da educação municipal. Os recursos já estavam nas previsões contábeis do município.

Na manhã desta segunda-feira (13), a professora Mariângela reafirmou suas colocações publicamente na Rádio Amargosa.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Entrevista completa da professora Mariângela



Entrevista completa do prefeito Júlio Pinheiro,

Nossas plantas podem estar alimentando a Lua com oxigênio

Cientistas que analisavam os dados da sonda japonesa SELENE, apelidada de Kaguya, descobriram que há oxigênio, possivelmente vindo de plantas da Terra, atingindo a Lua. A descoberta foi feita a partir da coleta de dados da Kaguya, com seus sensores de partículas, enquanto orbitava 99,7 quilômetros acima do satélite natural, entre 2007 e 2009. A Lua, assim como a Terra, recebe diariamente radiação solar de alta energia. Mas, cinco dias por mês, ela fica à sombra do campo magnético da Terra.
Mas como o oxigênio de nosso planeta teria feito seu caminho até à Lua? Bom, o campo magnético da Terra deixa um longo funil de partículas eletricamente carregadas em seu rastro. Um funil muito mais fino com maior densidade de partículas, chamado de lençol de plasma, fica no centro. O estudo, publicado na Nature Astronomy, descobriu íons O+ (átomos de oxigênio menos um elétron) de maior energia quando a Kaguya passou pelo lençol de plasma. Este oxigênio de alta energia não era detectado quando a Lua estava fora da magnetosfera da Terra.
Após a análise, a equipe estava certa de que esses íons O+ não vieram de ventos solares, mas sim da atmosfera da Terra, o que significa que as plantas provavelmente os produziram durante a fotossíntese. Os íons também provavelmente ficaram presos na poeira lunar. “Uma consequência dessa descoberta é que toda a superfície lunar pode ser contaminada com oxigênio terrestre biogênico, produzido por fotossíntese ao longo de bilhões de anos.”
Já sabíamos que há uma “defecação” da Terra sobre a Lua, e não estamos falando do que nossos humanos deixaram lá. Mas não havíamos visto esse processo de troca entre a Terra e a Lua pelo oxigênio, e é bem incrível que a Kaguya tenha conseguido “sentir o cheiro” de tão longe.
Outros cientistas acharam a análise sensata. A lua Iapetus, de Saturno, também reúne material coletado de outras luas, contou ao Gizmodo Alexander Mustill, pós-doutor em física teórica na Universidad Autónoma de Madrid. Ainda assim, “a parte mais empolgante deste estudo está nas possíveis implicações: a possibilidade de reconstrução, a partir de depósitos na Lua, da história da atmosfera da Terra”, afirmou, em um email. Entretanto, tanto Mustill quanto os cientistas japoneses reconhecem que, no momento, não há um jeito de dizer quando um íon de oxigênio atinge a Lua, então seria difícil traçar um cenário da história atmosférica da Terra apenas com esses dados.

(Fonte: Gizmodo Brasil)

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Trump no poder: 3ª guerra mundial? Conexão Outro Olhar Amargosa

   Trump no poder: 3ª guerra mundial? Análise de Tosta Neto para o Conexão Outro Olhar Amargosa.
ASSISTA ABAIXO


Jornalistas da Record que investigam caso Odebrecht são presos na Venezuela

Os jornalistas Leandro Stoliar e Gilzon Souza, da Rede Record, que investigavam as denúncias de suborno por parte da construtora Odebrecht na Venezuela, foram detidos neste sábado (11) pelo Serviço de Inteligência venezuelano no estado Zulia, no norte do país - denunciou a ONG Transparência Venezuela.
"A comissão do Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional (Sebin) os deteve e os acompanhou até sua sede em Maracaibo para ter uma entrevista. Ao chegar, tiraram seus telefones celulares. A Transparência Venezuela exige sua libertação", declarou a ONG em um comunicado.
A organização relatou que os repórteres coletavam "informações na obra da Odebrecht: segunda ponte sobre o Lago de Maracaibo, no estado Zulia". Também foram detidos os ativistas José Urbina e María Jose Túa, que os acompanhavam.
Em nota, o Sindicato Nacional de Trabalhadores da Imprensa também lamentou a detenção dos jornalistas e exigiu sua soltura.
Na semana passada, o Parlamento aprovou a investigação do caso da Odebrecht, em um debate que contou com a presença de legisladores da bancada governista. A Comissão da Controladoria convocou os representantes legais da empreiteira brasileira na Venezuela para prestar esclarecimentos.
Em 26 de janeiro, o Ministério Público confirmou que pediu informações sobre o caso ao MP do Brasil e solicitou ordem de captura internacional contra uma pessoa não identificada, que estaria ligada ao escândalo.
Também na semana passada, o presidente Nicolás Maduro se comprometeu a concluir as obras da construtora.
Segundo declaração do ex-presidente da companhia Marcelo Odebrecht, atualmente preso, a Venezuela é o segundo país da América Latina, onde a construtora pagou mais subornos, chegando a US$ 98 milhões. Fica atrás apenas do Brasil.

(Fonte: AFP)

 
DBS. Tecnologia do Blogger.