domingo, 28 de maio de 2017

AMARGOSA: Homem é vítima de vários tiros na Sucupira
Na manhã deste domingo (28), um homem foi vítima de vários disparos de arma de fogo, nas imediações entre os bairros da  Sucupira e Campo Belo,  em Amargosa. A Guarda Civil Municipal seguida da Policia Militar e Samu estivaram prontamente no local.
Segundo informações iniciais obtidas com exclusividade pelo Outro Olhar, a tentativa de homicídio ocorreu por volta das 10h.  
A vítima foi identificada pelo nome de Jackson Ferreira de Oliveira.
Os autores dos disparos passaram em um carro de dados ignorados e efetuaram os disparos. A vítima foi socorrida pelo SAMU. 

sábado, 27 de maio de 2017

O presidente do PT na Bahia rebate críticas feitas pelo prefeito ACM Neto

O presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, rebateu críticas feitas pelo prefeito ACM Neto (DEM) ao Governo do Estado (veja aqui) neste sábado (27). "Milionário e dono de uma das empresas afiliadas da golpista Rede Globo, o prefeito ACM Neto é um cara de pau. Sua propaganda, além de mentirosa, é direcionada para a TV Bahia e para outros veículos da sua propriedade", afirmou. Durante o Encontro Estadual da Juventude Democratas, o prefeito de Salvador criticou a "irresponsabilidade dos gastos e mentiras contadas pelo governo nas peças publicitárias", além de anunciar que atenderá o "clamor" do povo baiano nas eleições de 2018. Everaldo disse não acreditar na candidatura de Neto por falta de força, pela sua ligação com o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves e pelo receio de ser derrotado pelo governador Rui Costa. "A Bahia não quer ser governada por um político golpista e cercado de Menudos e mauricinhos que só buscam vantagens pessoais e não trabalham pelos mais pobres", acrescentou o petista. Sobre a segurança pública, outro assunto abordado por Neto, Everaldo disse que quem deve responder são os policiais, que "foram maltratados e desprezados pelos governos carlistas, que lhes tiraram salários e condições de trabalho".
FONTE: BAHIA NOTÍCIAS
'Se o povo da Bahia quiser, vamos estar na luta', diz ACM Neto sobre eleições de 2018
O prefeito ACM Neto (DEM) afirmou neste sábado (27) que atenderá o "chamado do povo baiano" pela sua candidatura nas eleições governamentais de 2018. "Se o povo da Bahia quiser, vamos estar na luta no ano que vem", disse em pronunciamento durante o Encontro Estadual da Juventude Democratas. "Há um clamor de mudança e renovação no coração dos baianos", completou. Neto ressaltou a existência de um desejo geral de se realizar em todo o estado o que tem sido feito na capital. "Quem vê Salvador hoje, depois dos últimos quatro anos, enxerga muitos avanços, consequência de trabalho e compromisso com a palavra. Não prometemos o que não podemos cumprir". O democrata aproveitou a ocasião para atacar o Governo do Estado, que estaria fazendo falsa propaganda de suas realizações. "Fico abismado com a irresponsabilidade dos gastos e mentiras contadas pelo governo nas peças publicitárias", criticou o prefeito. "A segurança pública em nossa terra faliu! Antes do PT havia enfrentamento correto, justo e honesto ao banditismo. Hoje somos reféns da violência que vitima milhares de baianos, principalmente, jovens, negros e pobres", acrescentou. ACM Neto anunciou ainda o lançamento, na próxima segunda-feira (27) do programa de investimentos Salvador 360. O plano contará com investimentos da ordem de R$ 3 bilhões para reativar a economia da capital, por meio de desburocratização, transformações urbanísticas, atração de novos negócios e geração de empregos. "Salvador sairá da crise antes do Brasil", garantiu.
FONTE: BAHIA NOTÍCIAS 

sexta-feira, 26 de maio de 2017

AMARGOSA: DUPLA É PRESA POR FABRICAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE DINHEIRO FALSO
A Polícia Civil de Amargosa prendeu nesta quinta-feira(25), a pessoa de Yan Philipe da Silva Sampaio Cunha, 18 anos, o qual, em companhia de seu parceiro K. M. de A., estariam produzindo notas falsas e repassando no comércio de Amargosa.

Após receber a denúncia de alguns estabelecimentos comerciais de que pessoas estavam repassando notas falsas na cidade, o SI da Delegacia de Amargosa iniciou as investigações, concluindo rapidamente pela participação dos acusados.

Para tentar enganar os comerciantes, os acusados pediam alguns produtos alimentícios no comércio pelo serviço de entrega a domicílio, fazendo se passar por outra pessoa, alegando necessitar de troco para o valor de R$ 100,00 (cem reais), se diziam morar em outra residência, preferencialmente numa rua com pouca iluminação e em conluio com o menor de iniciais W. B. C., o qual entregava o dinheiro falso e recebia o produto e o troco em nota verdadeira. 

Há informações que os mesmos tentaram revender notas falsas. Os acusados irão responder pelos crimes de moeda falsa e corrupção de menor.  Yan Philipe da Silva Sampaio foi recolhido a carceragem e se encontra a disposição da Justiça Criminal.  O seu parceiro Kennedy Matos de Almeida não foi localizado.

Fonte: Polícia Civil

quinta-feira, 25 de maio de 2017

AMARGOSA: Após esforços para readequação, centro cirúrgico irá funcionar no Hospital Municipal
O centro cirúrgico do hospital de Amargosa, reinicia suas atividades hoje(25), segundo foi divulgado pela Prefeitura Municipal.  O centro cirúrgico e lavanderia do hospital municipal da cidade estavam fechados desde o final de 2013, quando a Divisão de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia, interditou a unidade por identificar o estado lastimável de conservação das instalações.
Foi de conhecimento público às informações contidas no relatório(aqui),  divulgado pela gestão da ex-prefeita Karina Silva(PSB) referente a transição com a gestão do ex-prefeito Valmir Sampaio(PT), onde consta que no ano de 2012, a lavanderia do hospital funcionava de forma precária e improvisada, com instalações elétricas inadequadas em um galpão de maderite nos fundos do Hospital Municipal.
Para viabilizar a volta do funcionamento da unidade, foi necessário uma verdadeira cruzada, que contou com audiência pública que culminou em ato de manifestação popular, e com a articulação política feita pela ex-prefeita Karina Silva, onde foi adquirido R$ 243 mil, oriundos de emenda parlamentar da senadora Lídice da Mata (PSB-BA) na aquisição de equipamentos, como bisturis elétricos de última geração, equipamentos de esterilização, uma nova ala de lavanderia e requalificação da mesa cirúrgica.  A readequação das instalações, foi uma etapa indispensável para possibilitar o funcionamento do centro cirúrgico do hospital municipal. 
E esta etapa foi concluída em 2016, sob a gestão da ex-prefeita Karina Silva.
O centro cirúrgico e a lavanderia do hospital municipal tiveram suas reformas inauguradas no dia 22 de dezembro de 2016.

Após esforços para a requalificação do centro cirúrgico e da lavanderia relatados acima, a atual gestão destaca em nota:
Estamos entregando com toda a estrutura necessária para voltar a fazer cirurgias, inicialmente de pequeno porte, mas vamos avançar ainda mais" disse o prefeito Júlio Pinheiro.
Bahia bate o Sport e é campeão da Copa do Nordeste após 15 anos
Nos últimos 15 anos, o torcedor do Bahia só viu sua equipe conquistar títulos Estaduais. Nessa quarta, esse tabu foi quebrado em grande estilo. Com uma vitória por 1 a 0, graças a gol de Edigar Junio, o Tricolor repetiu os feitos de 2001 e 2002 e se sagrou campeão da Copa do Nordeste na Arena Fonte Nova, em Salvador. A taça coroa uma campanha que tem como destaque o fato do Esquadrão não ter levado nenhum gol diante de seu torcedor durante toda a competição. Ao Leão, que buscava o Tetra, fica a lamentação por ter feito um jogo muito abaixo do que se esperava. A expulsão infantil de Rogério ainda no primeiro tempo também dificultou a missão dos pernambucanos fora de casa.
E se a Copa do Nordeste é carinhosamente chamada de “Lampions League” pelos torcedores nordestinos em alusão ao principal torneio europeu, nessa quarta todo o cerimonial de abertura lembrou os protocolos das tradicionais competições do Velho Continente. Com direito e jogo de luzes, música, hino nacional e mosaico nas arquibancadas, Bahia e Sport entraram em campo cientes da responsabilidade que carregavam.
A pressão, no entanto, parece ter abatido o time do Sport. Ney Franco surpreendeu ao escalar seu time com três zagueiros e com Raul Prata no lugar de Everton. O problema é que parece não ter dado tempo de seus comandados assimilarem bem a nova postura. O Leão não se encontrou na primeira etapa.
Por outro lado, o Bahia sobrou. À vontade e com o apoio da massa, o Tricolor ignorou a vantagem de jogar pelo empate sem gols e partiu para cima. Aos 11 minutos, o estádio explodiu. Edigar Junio recebeu de Armero, girou em cima de Durval e cavou por cobertura de Magrão, a lá Romário. Um golaço.
Só dava Bahia. Régis estufou a rede pelo lado de fora e enganou metade do estádio. Edigar Junio, endiabrado nessa quarta, aproveitou bola alçada na área e cabeceou na trave.
E não bastasse o Sport mal chegar ao ataque, Rogério ainda piorou as coisas ao tentar enganar o árbitro e simular um pênalti aos 32 minutos. O atacante já tinha recebido um cartão amarelo pouco antes. Mesmo assim, o árbitro Francisco Carlos do Nascimento não perdoou, aplicou a segunda advertência e expulsou o jogador, que sequer ameaçou reclamar.
Apesar das substituições ofensivas, até desesperadas de Ney Franco, no segundo tempo, os últimos 45 minutos foram de ainda mais tensão para a equipe pernambucana. Com dez jogadores, o Leão não conseguiu segurar a veloz equipe de Guto Ferreira. Mas o clima de tensão predominou por causa da ineficiência do Esquadrão.
Foram chances atrás de chances e nada de gol. O Bahia desperdiçou pelo menos seis oportunidades claríssimas de gol. Nenhuma delas, porém, balançou as redes. O Sport manteve a esperança viva até os últimos momentos do jogo, mas também não apresentou força suficiente para reagir na Fonte Nova.
Dessa forma, foi só espera o apito final. Se de um lado a lamentação imperava, para os baianos aquele foi o estopim para a festa, que só terminou depois da volta olímpica. Já eram 15 anos sem um título que não fosse o Estadual.
FICHA TÉCNICA
BAHIA 1 X 0 SPORT
Local: Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 24 de maio de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Assistentes: Esdras de Lima Albuquerque (AL) e Rondinelle dos Santos Tavares (AL)
Cartões amarelos: BAHIA: Régis, Edson e Renê Júnior. SPORT: Rogério (2), Ronaldo, Marquinhos
Cartão vermelho: SPORT: Rogério
Público: 41.175 torcedores
Renda: R$ 1.620.453,00
GOL:
BAHIA: 
Edigar Junio, aos 11 minutos do 1T.
BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Armero; Edson, Renê Júnior (Juninho) e Régis (Matheus Sales); Zé Rafael (Gustavo), Allione e Edigar Junio.
Técnico: Guto Ferreira

SPORT: Magrão; Matheus Ferraz, Henriquez e Durval; Raul Prata (Marquinhos), Ronaldo (Leandro Pereira), Fabrício (Everton Felipe), Diego Souza e Mena; André e Rogério.
Técnico: Ney Franco
Fonte:Gazeta Esportiva
OAB pede hoje impeachment de Temer
A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entrega nesta quinta-feira, 25, na Câmara dos Deputados, pedido de impeachment do presidente Michel Temer, assim como fez em 1992, contra Fernando Collor de Mello, e em 2016, com Dilma Rousseff.
A entidade máxima da Advocacia atribui a Temer crime de responsabilidade, em violação ao artigo 85 da Constituição. A denúncia contra o peemedebista será levada à Câmara pelo presidente da Ordem, Claudio Lamachia, acompanhado dos conselheiros e dirigentes das 27 seccionais da OAB.
Por 25 votos a 1, o Conselho da Ordem aprovou, no sábado, 20, relatório da comissão especial que concluiu que há indícios suficientes para abertura de processo de impeachment pela Câmara. O relatório foi apresentado em reunião extraordinária do Conselho Pleno da Ordem, em Brasília, juntamente com o Colégio de Presidentes de Seccionais.
De acordo com o relatório da comissão, Temer teria falhado ao não informar às autoridades competentes a admissão de crime pelo empresário Joesley Batista, dono da JBS, e faltado com o decoro exigido do cargo ao se encontrar com o empresário sem registro da agenda, além de ter prometido agir em favor de interesses particulares.
O presidente da Ordem, Claudio Lamachia, declarou na segunda-feira, 22, que Temer jamais deveria ter recebido no Palácio do Jaburu “um fanfarrão, um delinquente” - como o próprio presidente da República classifica o executivo Joesley Batista.
“Não vou receber alguém que, sabidamente para mim, é um delinquente e um fanfarrão numa audiência na Ordem, quiçá na minha casa, na minha residência, na garagem, no porão, seja onde for", disse Lamachia.
O presidente da República foi gravado por Joesley no dia 7 de março deste ano, no Palácio do Jaburu. No diálogo, o empresário confessa ao peemedebista pagar uma mensalidade de R$ 50 mil a um procurador da República em troca de informações de inquéritos de interesse do grupo JBS.
Eles ainda discutem uma suposta compra do silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), condenado a 15 anos na Operação Lava Jato. Ainda de acordo com a delação da JBS, Temer teria autorizado Joesley a tratar de pendências da J&F, holding que controla a JBS, no governo com seu homem de confiança, Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). Loures foi filmado pela Polícia Federal recebendo uma mala de dinheiro.
Temer confirmou o encontro com Joesley, mas disse que o áudio foi manipulado.

(Fonte: Estadão)
6 rixas entre famílias que entraram para a história
Em alguns clãs, a única herança que passa de pai para filho é um ódio mortal contra os vizinhos

O Brasil tem mais de 8 milhões de quilômetros quadrados – mas, desde a década de 1920, as famílias Oliveira e Suassuna insistem em reclamar o mesmo pedacinho de chão, na Paraíba. A história teve tantas idas e vindas que ninguém sabe ao certo como começou, mas já migrou até para a política, em que ambas as “dinastias” disputam o poder. Não que a briga esteja civilizada: em 2011, a polícia de Catolé da Rocha (PB) prendeu 21 pessoas para tentar dar fim à baixaria. Calcula-se que, até hoje, mais de 100 pessoas já morreram de ambos os lados.

AGORA É GUERRA
Quando seu pai bater boca com o vizinho na reunião de condomínio, pense que, pelo menos, ninguém ali vai começar uma guerra de verdade. A disputa por poder e território entre os clãs Taira e Minamoto, no Japão, degringolou até virar um conflito aberto por cinco anos, entre 1180 e 1185. Os Taira venceram as primeiras batalhas, mas foram superados pela força naval dos Minamoto. A história do país mudou radicalmente: dali surgiu o xogunato Kamakura, que durou até 1333 e foi marcado pela ascensão política dos samurais.

ROMEU E JULIETA GRINGO
A briga das famílias Hatfield e McCoy começou após a Guerra Civil norte-americana (1861-65) – e se estendeu por vários anos, numa história repleta de sangue, rancor e vingança. Alguns historiadores até usam o termo “Guerra Hatfield-McCoy”! No auge do quebra-pau, um membro dos Hatfield foi condenado à forca e outros sete, à prisão perpétua, por terem matado dois herdeiros McCoy. Ainda assim, os casamentos entre membros dos dois lados opostos eram comuns (ah, o amor…!). Hoje, os clãs realizam encontros em nome da paz.

PÉ NA COVA
Pior que os Suassuna e Oliveira, só os Yoon e os Shim, na Coreia do Sul. Há cinco séculos, eles disputam o espaço para seus respectivos… cemitérios! A treta começou em 1614, quando os Yoon enterraram um general da família em uma colina a 40 km de Seul, e os Shim começaram a sepultar seus mortos num terreno próximo. Logo, surgiu a tradição de um clã vandalizar as lápides do outro ou então resolver tudo na base do assassinato mesmo (e dá-lhe mais gente no cemitério...) A última trégua foi firmada só em 2008.

FIM DA LINHA
Sabe aquele papo de que rancor é um veneno que mata você, e não a outra pessoa? Pois bem: foi quase literal para a família irlandesa Donnelly, que se instalou em Biddulph, no Canadá. Os caras entraram em uma briga por poucos metros quadrados de terra com seus vizinhos, os Farrell. Em 1857, James Donnelly matou Patrick Farrell e acabou preso. Mas não foi o suficiente para acalmar a população. Vinte e três anos depois, liderados pelos filhos de Patrick, os moradores da cidadezinha lincharam cinco Donnelly até a morte, exterminando a família no país.

O ÚLTIMO DE SEU NOME
Para encerrar a desavença entre os Chattan e os Kay, que já durava 350 anos, o rei escocês Robert 3º tomou uma decisão digna de Game of Thrones: julgamento por combate! O encontro, numa segunda-feira em setembro de 1396, ficou conhecido como a Batalha de North Inch. Cada grupo trouxe 30 homens, armados com arcos, flechas, espadas, facas e machados, para lutar próximo ao rio Tay. Foi preciso até erguer barreiras na margem do campo de batalha para evitar a presença de curiosos! Os Chattan venceram com 11 sobreviventes, eliminando todos os Kay, exceto um.
(Fonte: Mundo Estranho)


quarta-feira, 24 de maio de 2017

PhD em Harvard, brasileira supera fome e preconceito e soma 56 prêmios na carreira
"Toda mulher dá a sua vida pelo que ela acredita". A frase é atribuída à Joana D'Arc, a famosa heroína francesa que viveu no século XIV, mas pode muito bem ser usada para resumir a história de uma brasileira que tem o mesmo nome mais de 600 anos depois.
Joana D'Arc Félix de Souza, 53 anos, superou a falta de estrutura, a fome e o preconceito para se tornar cientista, PhD em química pela renomada Universidade de Harvard, dos Estados Unidos. Hoje, ela soma 56 prêmios na carreira, com destaque para a eleição de 'Pesquisadora do Ano' no Kurt Politizer de Tecnologia de 2014, concedido pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abquim). 


Desde 2008, ela também é professora da Escola Técnica Estadual (ETEC) Prof. Carmelino Corrêa Júnior, mais conhecida como Escola Agrícola de Franca, cidade do interior de São Paulo, e molda novas gerações a seguirem sua trajetória inspiradora.

Trajetória que começou na própria Franca: filha de uma empregada doméstica e de um profissional de curtume (operação de processamento do couro cru que tem por finalidade deixá-lo utilizável para a indústria e o atacado), Joana mostrou desde cedo que tinha aptidão para o conhecimento.
"Eu era a caçula de três irmãos, tinha certa diferença de idade, então minha mãe me levava com ela para o trabalho. Ela aproveitou que tinham jornais na casa da patroa e me ensinou a ler, para eu ficar mais quieta. Tinha quatro anos e ficava o dia todo lendo", conta ela ao UOL .
"Um dia, a diretora da escola Sesi foi visitar a dona da casa e perguntou se eu estava vendo as fotos do jornal. Respondi que estava lendo. Ela se surpreendeu, me pediu para ler um pedaço e eu li perfeitamente. Coincidentemente, era começo de fevereiro e ela sugeriu que eu fosse uns dias na escola. Se eu conseguisse acompanhar, a vaga seria minha. Deu certo e com 14 anos eu já terminava o ensino médio".
O mesmo curtume que deu ao pai casa (a família vivia numa pequena moradia oferecida pelo patrão) e trabalho por 40 anos acabou influenciando a jovem Joana na hora de escolher uma faculdade. Contando com a ajuda de uma conhecida, ela decidiu prestar vestibular em química, pois estava acostumada a ver profissionais da área atuando no trabalho com o couro.
"Uma professora tinha um filho que fez cursinho e pedi o material para ela. Meu pai e minha mãe não tinham estudo, mas me incentivavam. Eles tinham consciência de que eu só cresceria através de estudos. Passei a estudar noite e dia até entrar na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas)", relembra a pesquisadora, que não se deixou abalar pelo preconceito que sofreu até o tão sonhado diploma.
"As cidades de interior têm aquela coisa de sobrenome: se você tem, pode ser alguém, se não tem, não pode. Sempre enfrentei preconceito. Na minha segunda escola, mesmo sendo estadual, tinha aquela coisa de classe para os ricos, classe para os pobres, com tratamentos diferentes. Em Campinas, fora da universidade, também senti um pouco. Infelizmente, o Brasil ainda é um país racista. Pode estar um pouco mais escondido, mas isso ainda existe. Mas não usei isso como obstáculo, e sim como uma arma para subir na vida".
 Fonte: UOL
Ministérios são incendiados e depredados em Brasília
Todos os prédios da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, foram evacuados na tarde desta quarta-feira (24) após os manifestantes colocarem fogo nos ministérios da Agricultura, da Cultura e da Fazenda. Ao menos mais dois prédios foram depredados
O Palácio do Planalto está cercado pelo Exército. Um grupo de cerca de 50 pessoas usando máscaras no rosto promoveu um quebra-quebra em meio à manifestação contra o governo do presidente Michel Temer. 
Há confronto entre ativistas e policiais. Mais cedo, o Ministério da Fazenda teve vidraça quebrada e foi evacuado.
Também foram depredados paradas de ônibus, placas de trânsito, orelhões, holofotes que iluminam os letreiros dos ministérios e até banheiros químicos que haviam sido instalados para a manifestação.
Em frente ao Ministério do Planejamento, no Bloco C da Esplanada dos Ministérios, o grupo de manifestantes mascarados ateou fogo em um orelhão e em cerca de 10 bicicletas de uso compartilhado.
 Segundo a Agencia Brasil, representantes das principais centrais sindicais protestam hoje (24) contra as reformas da Previdência e trabalhista. Eles também pedem a saída do presidente da República, Michel Temer. Em razão do protesto, toda a Esplanada foi fechada para a circulação de carros. Os servidores que vieram trabalhar nesta quarta estacionaram e entraram pelos anexos dos prédios.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, no início da tarde, cerca de 25 mil pessoas participavam da manifestação. Organizadores do ato falam em 150 mil.